Ludmilla e Luísa Sonza deixam fãs sem palavras em novo Lud Sessions

publicidade

Depois de muita expectativa, a cantora Ludmilla finalmente divulgou nesta última quinta-feira (30), a terceira edição do projeto Lud Session, que desta vez conta com a participação de Luísa Sonza.

O novo episódio estava sendo esperado com muita ansiedade pelos fãs das artistas, que agora puderam acompanhar as musas da música pop apresentando uma versão acústica de seus recentes sucessos.

publicidade

As canções presentes no medley são “Tudo porque você mentiu”, do álbum Hello Mundo de Ludmilla. “Penhasco”, sucesso de Luísa Sonza, “De rolê”, canção recém lançada de Lud e “Café da Manhã”, que é uma parceria das amigas.

A surpresa ficou pela homenagem especial que Luísa e Ludmilla fizeram para o funkeiro MC Kevin, ao regravarem a canção Doutora 3, na qual o cantor fazia uma declaração de amor para Deolane Bezerra.

Dedico essa música ao meu eterno e querido amigo MC Kevin. Para sempre em nossos corações“, disse uma mensagem escrita por Ludmilla.

Nas redes os fãs das artistas receberam o novo Lud Session com muitos elogios e euforia. “Impecáveis! Tão bom quanto com a Glória. Vai debutar com 100% de aprovação“, disse um admirador das cantoras.

publicidade

“Temos que falar da qualidade do trampo da @Ludmilla que só evolui! Pra mim, o Numanice e o Lud Session são uns dos melhores trabalhos nos últimos anos feitos no Brasil!”, elogiou a influenciadora Foquinha.

Desabafou com fãs

No último mês Ludmilla usou sua rede social para fazer um desabafo sobre a falta de reconhecimento que tem no Brasil. O relato aconteceu após ela receber a notícia de sua indicação para o Bet Awards 2022, uma das maiores premiações para artistas negros no mundo.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Segundo Ludmilla, apesar dela já contar com uma carreira consolidada em seu país de origem, ela ainda sofre muito com o preconceito e desvalorização de seu trabalho.

“Nesses 10 anos eu já chorei e já me perguntei muito qual o motivo de receber tão pouco apoio do país que eu tanto amo e que eu dediquei todos esses anos pra criar e dividir a minha arte. Mas mesmo assim, segui fazendo o que eu amo e compartilhando amor por meio da minha música. Seria incrível ter mais apoio no Brasil, poder vibrar mais as minhas conquistas sem precisar me limitar por conta de ataques ou pessoas tentando me desestimular ou desistir. Pode parecer que do lado de cá não dói, não é perceptível e que não afeta. Mas machuca e muito”, escreveu.

“O que eu decidi é: não tem apoio? Eu vou sem apoio mesmo. No Brasil não tá rolando? Fora tem um monte de gente interessada na nossa cultura e no nosso talento”, disparou a funkeira, que continuou. “O Numanice tá na rua bombando, meus shows estão esgotando e o mais importante: eu tô feliz pra por**!”, completou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›