Ludmilla se revolta contra o Prêmio Multishow e desabafa

Depois da lista dos indicados ao Prêmio Multishow 2021, Ludmilla fez questão de usar as redes sociais para revelar que não se apresentará no evento desde ano. De acordo com ela, não é algo justo ela não ser indicada ‘a categoria de ‘Cantora do Ano’, por exemplo.

“Sou a primeira cantora negra da América Latina a acumular 1 bilhão de streams só no Spotify, hoje são mais de 1.5 bilhão de plays nas plataformas. Meus clipes somam 2.5 bilhões de views, ‘Rainha da Favela’ ficou meses entre as músicas mais tocadas. São os números que falam”, começou.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na sequência, a carioca relembrou os seus maiores lançamentos ao longo do ano; “Só esse ano lancei o numanice ao vivo, projeto que impactou a cultura brasileira e revolucionou o mercado do pagode de um jeito jamais visto, por ser uma mulher a frente do projeto, projeto que garantiu o vídeo musical solo mais visto de 2021 por uma cantora pop brasileira”, falou.

Desmarcou

Na sequência, Ludmilla deixou claro que pela falta de representatividade  e consideração com os seus trabalhos, não vai se apresentar no palco da premiação que promete receber grandes nomes nacionais.

“É nítida a falta de reconhecimento e entendimento das (poucas) premiações que temos aqui no Brasil. Assim como eu, vários artistas de vários segmentos e bandeiras que mereciam ser indicados ou serem reconhecidos da mesma forma que entregam conteúdos para seus públicos e estão na mesma situação. Não me apresentarei mais no prêmio esse ano. Obrigada pelo convite, mas onde não sou bem-vinda prefiro não estar só por educação. Boa festa a todos”, pontuou.

Desmentiu boatos

Nas últimas semanas, Ludmilla usou as redes sociais para se pronunciar sobre os boatos de que teria votado em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. Sincera, ela afirmou que se trata de uma fake news maldosa.

“Não dá nem para culpar as pessoas, porque isso sai em um monte de sites e a galera que consome acaba acreditando. Vamos lá: eu não sou bolsominion, não votei no Bolsonaro. Fake news é tão maldosa, tão desnecessária porque as pessoas acabam acreditando. Eu não sou bolsominion, eu não votei no Bolsonaro, odeio o governo dele. Parem com essa história, para com essa fake news ridícula, medonha que os haters malditos inventaram e ficam replicando em todo lugar. Achei que as pessoas não fossem acreditar nessa mentira porque por*** olha para mim! Vê se eu tenho cara de bolsominion, pelo amor de Deus”, afirmou.

Confira:

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›