Luísa Mell é acusada de racismo na web, e fica indignada: “que saco”

Luísa Mell
A ativista dos animais Luísa Mell (Foto: Reprodução)

Luísa Mell foi cercada de críticas e até xingamentos de diversos internautas na tarde da última terça-feira (2), por um suposto racismo. Basicamente, tudo começou quando o social media de sua loja, fez um post em que afirmava que “Toda vida importa”, no exato dia, em que diversas pessoas e celebridades postavam “Vidas negras importam”, em combate ao racismo.

Bastou isso, para que começassem os “cancelamentos” da galera das redes sociais à Luísa Mell. Rapidamente, a militante dos direitos dos animais foi parar entre um dos assuntos mais comentados do Twitter, e precisou se manifestar imediatamente ao seu público, que não estava nada contente com tudo aquilo. Segundo ela, tudo ocorreu devido a página de seu empreendimento ter sido hackeada dias antes do post subir ao feed.

Eu não faço o Instagram da loja porque é uma equipe que trabalha com e-commerce. Estavam chegando os protótipos das camisetas que a gente vai lançar. Fui eu que mandei fazer. Mas eu falei que nesse momento era melhor dar uma segurada. Eu nem sabia quem tinham postado no Instagram da loja. E aí ontem à noite me falaram que a página tinha sido hackeada. Não sei se uma coisa tem a ver com a outra. Eu acho que não“, afirmou ela em entrevista ao UOL.

Revoltada com os comentários e críticas, Luísa Mell ainda alegou que o post foi criado no início deste ano, antes mesmo dos protestos contra as pessoas racistas dominarem as redes sociais.

É só as pessoas olharem que eu estou fazendo essa campanha há um século. Que saco isso! Eu mandei segurar porque já pensei que as pessoas fossem achar isso“, afirmou em um tom de irritação.

Segundos depois, alguns fãs demonstraram carinho pela retratação da loira. “Fique bem, sabemos quem você é, obrigado por se retratar”, expressou uma jovem. “Te amamos, recebe o meu abraço, amor da minha vida“, declarou um segundo admirador de Luísa.

Confira o post: