Luisa Mell é internada após convulsão e surge aos prantos

Na tarde dessa quarta-feira (11), Luisa Mell relatou nos stories do Instagram que sofreu uma convulsão e foi internada logo após desmaiar. Aos prantos, a ativista da causa animal apareceu bem tensa, e relatou que está com a vida muito estressada.

“Vocês acreditam numa coisa dessas: fui internada ontem, tive uma convulsão. Caí no show, bati as minhas costas… Não sabem ainda o que é, mas também é muito estresse, gente. Não sei se consigo viver assim, todo mês implorando. O Brasil inteiro me pede para eu salvar cachorro. Quando não salvo, falam que eu sou uma farsa. Não aguento mais. Não posso me matar deste jeito”, iniciou ela.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na sequência, a artista destacou que a crise financeira por causa da pandemia atingiu muitas famílias, que diretamente prejudica a adoção de animais em seu instituto.

“Está difícil ainda! A gente vem de uma pandemia e uma crise econômica muito forte. As pessoas não estão colaborando e nem adotando. Estamos sempre com lotação de ocupação. Eu tinha alugado um lugar a mais, mas tive que devolver. Quero recomeçar meu santuário. Vamos ver se no meio do ano consigo retomar. As coisas estão voltando ao normal e espero que a situação econômica também melhore. A situação está muito ruim e isso reflete na decisão de uma pessoa de se responsabilizar por um animal”, apontou ela.

Violência

No último ano, Luísa Mell disse ao Na Telinha que foi vítima de uma violência doméstica envolvendo o seu ex-esposo. Segundo ela, um procedimento estético teria sido feito em seu corpo sem o seu real consentimento sobre a situação.

“Sofri uma violência médica e não consigo superar. Em dezembro do ano passado, meu dermatologista me falou sobre um laser novo. Ele disse: ‘você não gosta de colocar nada para não ficar artificial, este é perfeito para você. Faço aqui no consultório mesmo, mas chamo um anestesista por segurança. Ele disse: ‘te dei de presente uma lipoaspiração nas axilas. Você tinha muita gordura, não dava’. Sim, ele fez uma cirurgia estética em mim sem minha autorização. Me senti violentada. Fora que eu não precisava. Amava meu corpo. Me deixou com cicatrizes, deformou minhas axilas e queimou também o meu pescoço. Comecei terapia, comecei tomar remédio, mas mesmo assim está muito difícil lidar com isto”, disse ela.

Na época, a artista ainda falou que não sabia o que iria fazer; “Não sei [se vou acionar a Justiça], advogado está tão caro, estou passando pela separação, tem um monte de outras coisas, essa pandemia, o meu instituto, mas eu estou tão magra, tão deprimida que não tenho condição de entrar numa cirurgia agora”, argumentou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›