Luisa Mell sobre reinfecção pela Covid-19: “não saio da cama”

Luisa Mell desabafou sobre estado de saúde (Foto: Reprodução)

Com muito medo do que poderia lhe acontecer, a ativista e defensora dos animais, Luisa Mell foi reinfectada pelo coronavírus. Em conversa com a revista Quem, a loira contou detalhes da descoberta da doença que também sofreu em Março de 2020.

“Sabe quando você vai comer e não consegue, mas você tem que comer? Eu estava assim na quinta à noite. Continuei tentando, mas não passava nada. E também estava me sentindo meio cansada. Sou muito neurótica com a Covid e faço exame quase toda semana para ir ver os meus pais. Então fiz o teste rápido da farmácia e deu negativo”, contou ela.

Em seguida, ela afirmou que por ser privilegiada, teve a oportunidade de se testar de novo, já que estava com os sintomas da doença pelo corpo, e enxergou a necessidade de repetir o procedimento.

“Como o teste da farmácia deu negativo, meu marido queria que eu fosse dar parabéns na casa dele. Mas eu estava com uma intuição e resolvi fazer outro teste porque tenho condições de pagar. Mas quantas pessoas fariam um segundo tipo de teste só porque estavam sem apetite e se sentindo cansadas?”, relatou.

Com o resultado do exame positivo pela segunda vez, ela afirmou que se sentiu péssima; “O PCR deu positivo e estou péssima. Da primeira vez que tive Covid, no primeiro dia foi mais leve, senti muita falta de ar e tive peneumia. Mas estou bem mal, não consigo sair da cama e totalmente isolada. Estamos todos isolados aqui em casa”, declarou.

Medo

Por incrível que pareça, Luisa Mell sempre compartilhava mensagens em prol de uma conscientização maior da doença, e não escondia o medo intenso que sentia em se reinfectar, o que justamente lhe aconteceu.

“Parece brincadeira, mas eu estava com muito medo. Passei cinco semanas isolada na minha casa na praia. Mas tive que voltar por causa do Instituto. Não tenho como sair totalmente, muita coisa depende de mim. Me cuido, não saio, não vou a restaurante, a lugar nenhum. Ano passado cheguei a perder um dente porque não ia ao dentista por medo de sair. Essa doença é um horror, só com a vacina que vai melhorar”, desabafou a loira.

Ao concluir, a artista enfatizou a necessidade de estar atento a cada sinal que a doença pode provocar. “A babá do meu filho teve coronavírus faz tempo. Ela e o noivo tiveram e ficaram bem mal. Meu médico cuidou deles e ele mandou os dois comprarem o oxímetro. E é muito importante. No caso do namorado dela, por exemplo, foi por conta da medição da saturação do oxigênio no sangue que ele não ficou em estado grave”, finalizou.

Veja mais ›