Mãe de Gugu quer conhecer pessoa para quem o coração do apresentador foi doado

Gugu e sua mãe
Gugu e sua mãe Maria do Céu (Reprodução)

A mãe do apresentador Gugu Liberato, morto em um acidente doméstico em novembro do ano passado, revelou em entrevista ao Jornal da Record que não queria doar os órgãos do filho, quando essa opção foi apresentada, já que ele era doador.

“Eu nem queria assinar, no começo, para tirarem as coisas do corpo dele porque ele iria ficar deformado”, disse Maria do Céu Liberato no noticiário que foi ao ar nesta quarta-feira, 18 de novembro.

“[Mas agora] Eu falo para as pessoas que quiserem doar, que elas não tenham medo que a pessoa vá ficar deformada, porque ela vai ficar igualzinha como ela era. O Gugu ficou igualzinho como ele era. Nem se notava que ele tinha tirado qualquer órgão”, completou ela.

Maria do Céu disse ainda que tem o desejo de conhecer a pessoa que recebeu o coração de seu filho. “Eu queria abraçar [a pessoa], queria, sei lá, queria sentir o coração dele batendo, escutar o coração dele pertinho. Já pensou, que coisa linda isso?”.

Amancio Liberato, irmão de Gugu disse que era uma responsabilidade muito grande tomar uma decisão como a de doar os órgãos, e que os familiares tiveram bastante receio, mas só o fez porque era um desejo do apresentador. “Quem sobrevive não se sente muito no direito de fazer essa doação se a pessoa que morreu não tiver se manifestado”.

Já Aparecida Liberato, explicou exatamente que o irmão queria isso. “Uma vez ou outra, nós havíamos conversado sobre isso e ele disse que queria. Que as pessoas expressem seu desejo de doar os órgãos depois da sua morte física e que as pessoas cumpram a vontade do familiar que falece para que cada vez mais gente possa sobreviver com esses órgãos”.

Nesta quinta-feira, 19, Rose Miriam, médica e companheira de Gugu, que vivia com ele e com os três filhos dos dois nos Estados Unidos, usou as rede sociais para homenageá-lo, usando uma camiseta com a frase ‘Gugu vive’, já que está fazendo aniversário de um ano de morte do apresentador.

“Faz um ano que nós perdemos o nosso amado e querido Gugu. A dor é imensa e a saudade é eterna. Mas nós sabemos que Gugu deu vida a outras pessoas e isso consola nossos corações”, disse ela que ainda falou sobre a campanha de doação de órgãos movida pelos filhos.  “as crianças, apesar da dor, estão felizes por terem iniciado essa campanha maravilhosa ‘Gugu vive – doe orgãos e salve vidas’. Existe um trabalho extremamente sério e rigoroso através da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, que trabalha incansavelmente para que outras pessoas tenham uma segunda chance de sobreviver. Há pessoas que vivem nessa fila de forma angustiante, esperando um órgão e não são somente adultos, mas crianças também que estão pedindo uma segunda chance de sobreviver. Elas têm uma vida inteira pela frente”.

DEIXE SUA OPINIÃO

comments