Mara Maravilha se posiciona no Dia do Orgulho LGBTQIA+: “Repudio a homofobia”

A apresentadora Mara Maravilha (Imagem: Reprodução / SBT)

Vários artistas brasileiros decidiram se pronunciar neste domingo (28) por conta do Dia do Orgulho LGBTQIA+. Entre eles está a apresentadora Mara Maravilha, atualmente contratada do SBT. Usando sua conta oficial no Instagram, a famosa afirmou que é totalmente contra a homofobia  e relembrou de uma Lei Estadual do estado de São Paulo que pune pessoas que cometerem discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero.

“Que fique claro e de coração… Eu apoio! Apoie também essa Lei e amar ao próximo como a si mesmo!”, iniciou Mara. “Eu repudio veementemente a homofobia e quaisquer práticas discriminatórias! A Lei Estadual 10.948/2001 é pioneira no Estado de São Paulo, que é um Estado diverso, plural e livre, e veio para selar um compromisso nacional e internacional de combate ao preconceito contra a população homossexual, bissexual ou transgênero. É um dever de todos combater o preconceito, é um dever de todos combater a homofobia!”, pediu a famosa.

Adoção de criança

Em março deste ano, Mara Maravilha e o marido, Gabriel Torres, adotaram Benjamin. Depois de evitar mostrar o rosto da criança nas redes sociais, ela decidiu se pronunciar e explicou os motivos. “Muitas pessoas ficam questionando porque não mostramos o rostinho do nosso filho, vejam bem, temos muito orgulho dele, mas por uma questão judicial para preserva lo, escolhemos agir dessa forma”, explicou a famosa em sua conta oficial no Instagram.

Na sequência, Mara ainda declarou como a chegada do herdeiro mudou totalmente sua vida. “Há um tempo determinado para todas as coisas e agora vamos continuar irradiando a nossa felicidade dessa forma… ele é a nossa satisfação e prioridade. Quanto pais biológicos não aceitam ou assumem seus filhos e mais, todos nós somos filhos do coração de Deus pois o unigénito é Jesus, se é que me entendem… Benjamim é o protagonista da minha existência!!”, disse.

Veja a publicação original:

DEIXE SUA OPINIÃO

comments