Marcela Mc Gowan quer pedir Luiza em casamento: “Me faz feliz”

Marcela McGowan e cantora sertaneja Luiza (Imagem: Reprodução / Instagram)
Marcela McGowan e cantora sertaneja Luiza (Imagem: Reprodução / Instagram)

A ex-BBB Marcela Mc Gowan está cada dia mais apaixonada pela namorada, a cantora Luiza, que forma a dupla sertaneja com Maurílio. As duas falam bastante sobre o relacionamento, que é recente, nas redes sociais. Em uma publicação recente, Marcela deixou uma linda declaração e afirmou que pensa até em se casar com a amada, mas sabe que precisa aguardar mais um período.

“Aliás, vou pedir essa mulher em namoro, posso falar porque o celular dela não pega aqui! Mas sério, só não peço em casamento porque tá cedo, mas o tanto que ela me faz feliz e me faz finalmente viver momentos ‘reais’ e desconectados, não tá escrito”, afirmou, demonstrando estar muito feliz.

Mais de 26 mil pessoas curtiram a postagem e os internautas também deixaram muitas mensagens para o casal. “Peça, meu amor, e vá ser feliz, muito feliz! Vocês merecem”, escreveu uma internauta, que mantém um perfil em homenagem à loira. “Acho que pode surgir uma música desse tweet”, opinou outra.

Cancelamento

Já que o tema é Marcela Mc Gowan, cabe lembrar que a famosa foi entrevistada pela revista Glamour há algumas semanas e decidiu relembrar seu “cancelamento” durante a participação no BBB20. A atração foi ao ar em 2020 e começou com um favoritismo da loira.

“O maior perigo do cancelamento é silenciar pessoas. Eu saí da casa pensando que nunca mais poderia falar nada na internet. Começa a rolar um medo de se posicionar. Se você está militando só para ter razão, você está militando errado. Se você realmente se importa com uma causa, você quer que as pessoas entendam qual é a problemática daquilo e venham para o seu lado”.

Bissexualidade

Em outro ponto do bate-papo, ela foi questionada se em algum momento sua orientação sexual chegou a ser uma questão em sua vida. “A primeira vez que falei abertamente sobre a bissexualidade foi no BBB. A minha orientação se expressou já adulta, e eu queria me relacionar com outras mulheres. Mas isso acabou sendo uma questão: me sentia mal por ser médica e cuidar diretamente de mulheres. Apesar de nunca ter sido um grande conflito interno, pensava que isso poderia me causar algum prejuízo profissional”, comentou.

“Eu gostaria de deixar as mulheres mais conscientes das opressões que sofremos, no corpo, nas atitudes, na sexualidade. Encorajá-las a desafiar essas opressões, exercendo autonomia; e, sobretudo, entendendo a importância da nossa união”.

Veja a publicação de Marcela Mc Gowan nas redes sociais:

Veja mais ›