Marcela Mc Gowan revela que já foi julgada por falar sobre certos assuntos

Marcela Mc Gowan
Marcela Mc Gowan (Imagem: Reprodução/Instagram)

Marcela Mc Gowan, conhecida por sua participação no BBB 20, revelou em entrevista para a Quem, que já recebeu muitas críticas por falar abertamente sobre sexo. Vale ressaltar que, a ex-sister é médica ginecologista e obstetra, formada em sexualidade humana e terapia sexual pela USP.

Durante o bate-papo, a famosa disse que, após participar do Big Brother Brasil, seus seguidores compreendem melhor quando ela toca no assunto sobre vida sexual. No entanto, antes da fama, chegou há ouvir inúmeros julgamentos.

“Agora, diretamente, não [recebo críticas] porque o meu Instagram tem um perfil de seguidores que têm consciência do que falo. Mas antes do BBB, escutei mais. Quando comecei a trabalhar com sexualidade, morava no interior. Quando eu era casada, falavam: ‘isso não é papel de mulher casada’. As pessoas julgavam que, porque eu estava falando de sexo, estava aberta para todo tipo de proposta sexual”, disse ela.

Segundo Marcela, o reality “quebrou essa barreira” para ela e por mais que algumas pessoas ainda não compreendam o real propósito quando ela fala sobre o assunto, não costuma dar tanta importância para isso.

“Hoje em dia, até recebo fotos indevidas ou cantadas de pessoas que acham que eu dei espaço porque falo de sexo, mas nem abro. Dou atenção só para quem precisa de ajuda mesmo ou quer trocar conhecimento.”, contou a ex-BBB.

Descoberta Sexual

A ginecologista falou ainda, sobre como foi a descoberta da sua sexualidade, revelando que na época era muito ingênua e por muito tempo se sentiu mal, sem entender de fato o que estava acontecendo.

“Fui muito ingênua, não sabia o que estava fazendo e como podia desfrutar de forma segura. Tinha 15 anos. Não foi traumática porque o parceiro era muito legal, mas quando terminei, a experiência era de culpa e não era prazer. Era como se fosse errado viver a minha sexualidade e me senti muito mal. Isso durou bastante tempo, até que fui amadurecendo, consegui contar para a minha mãe, fui ao médico para ter orientações e entendi que era normal”, explicou Marcela Mc Gowan.

Em relação aos tabus sobre “prazer feminino”, a médica disse que sempre foi tranquila quanto a isso. No entanto, confessou que já teve alguns que, na verdade, eram inconscientes.

“Sempre fui tranquila, mas depois que comecei a ter mais entendimento que vi que também tinha tabus. Eram velados, sem consciência. Tinha isso de que se a mulher demonstrasse que se importava com a sexualidade, ia ter seu valor diminuído socialmente. Isso de mostrar o que gosta ou não no sexo foi um tabu que quebrei”, revelou ela.

Veja mais ›