Marcos Mion revela qual tatuagem era proibida na Record

O apresentador Marcos Mion após celebrar poder mostrar as suas tatuagens pela primeira vez à frente de um programa de televisão, abriu o jogo e contou que em sua antiga emissora era proibido o uso de tatuagens. Em sua conta oficial do Twitter neste domingo (3) o comunicador confessou que na Record ele era impedido de usar camisetas durante os programas por conta de uma tatuagem de Nossa Senhora.

“Um assunto reverberou aqui no Twitter mais do que deveria e faço questão de deixar alguns pontos bem explicados, afinal se tem uma coisa que sinto é GRATIDÃO pela Record e não quero que chegue neles uma faísca do Twitter criada por interpretações maldosas de um Tweet meu…”, iniciou ele.

“Minha saída nunca virou assunto porque o que sinto pela Record é uma gratidão sem fim e todas entrevistas que tentaram me pegar numa aspas que gerasse treta não conseguiram porque sempre faço o lado bom superar qq outra situação. É um exercício diário, em qq situação”, continuou.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Mion disse que mesmo tendo a sua devoção sempre respeitou as regras da emissora: “Agora, eu não poder usar camiseta por conta da Nossa Senhora que tenho no antebraço é um fato. Não tem amargura ou ingratidão da minha parte! Eu sempre aceitei e respeitei a decisão deles! É uma diretriz da empresa, assim como qq empresa tem suas crenças e pilares. Normal”, declarou.

Se desculpava todas as noites

Em seguida, o apresentador Marcos Mion disse que todas as noites se desculpava com a Santa e pedia para que ela entendesse a sua situação: O problema era meu que tinha que me desculpar toda noite com Nossa Mãezinha, pedindo para ela me entender. Que, apesar da minha devoção, eu amava meu trabalho, todas as pessoas e o que a gente criava lá. Eu citava Nossa Senhora por conta da minha crença…”, falou ele.

“E eles editavam por conta da crença deles. E TÁ TUDO CERTO! Quando me vi esse sábado de camiseta e Nossa Senhora em 1’ plano, me emocionei! Não critiquei a Record! Nunca. Isso foi faísca do Twitter. Apenas descrevi o quão legal era me ver com Santa Maria no braço! Fim.”

Por fim, Mion pediu para que os internautas parassem de criar polêmica entre ele e a sua ex-emissora: “Pra terminar: eu estou muito feliz, a Record está muito feliz! Foi uma “separação” feliz no final das contas. As vidas seguem, portanto meus comentários hj não tem mais a ver com a Record, nem a Record quer nada mais comigo então parem de agitar faísca em uma relação que é ótima!”, finalizou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Veja mais ›