Maria Lina relembra morte do filho com Whindersson Nunes

publicidade

Maria Lina abriu uma caixinha de perguntas e respostas no Instagram, e quando questionada sobre o momento mais difícil de sua vida, ela relembrou a morte do filho João Miguel, que foi fruto do ex-relacionamento amoroso com Whindersson Nunes.

“Quando perdi meu filho, uns dois meses depois meu noivado acabou e eu entrei numa depressão forte. Nem minha médica sabia como eu ainda conseguia levantar da cama. Vivia dopada de remédio, comia muito mal, a maioria das vezes nem comia. Foi muito difícil”, iniciou ela.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na sequência, a famosa disse ter ficado ao menos dois meses chorando pela perda da criança. “Me lembro de ter passado dois meses dormindo angustiada e acordando com o peito super apertado. Foi um pesadelo. E, ainda assim, todos os dias tinham  pessoas dizendo que estava péssima e que eu não levava jeito. Foi, sem dúvidas, a fase mais difícil, mas também a mais transformadora da minha vida. Mais dedicada, corajosa, mais mulher, mais independente. Aprendi o valor dos dias ensolarados depois de ter passado pelos dias mais chuvosos e tempestuosos da minha vida”, comentou.

Saudade apertou

Recentemente, a jovem que trabalha com o Instagram abriu o coração e disse que estava tentando não fazer algumas coisas, para não lembrar do filho João Miguel, que morreu após um parto prematuro

“Não que eu não queira lembrar da minha gravidez, ou que ela tenha sido ruim. Muito pelo contrário. Tem coisas que me lembram a gravidez que me deixam triste porque esse foi um momento muito bom em minha vida, foi mágico, e eu queria ter vivido mais”, começou.

Com o coração partido, ela pontuou algumas coisas que a deixam com mais saudade dele. “Se você tem momentos, cheiros, pessoas, músicas que te lembram uma fase e que te deixem tristes, ressignifiquem isso para que isso se torne uma coisa boa. Tem músicas que eu não conseguia escutar, porque eu ficava com saudades do meu filho. Hoje, eu ressignifico tudo. Penso: ‘Poxa, olha que demais, lembra o meu filho, a pessoa mais importante da minha vida’. Eu ressignifico tudo que antes me doía”, confessou.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Ao concluir o desabafo, a jovem disse que focar na faculdade de engenharia lhe ajuda nesse processo de luto. “Essa é uma ótima forma de seguir os dias, voltar à rotina. Se você perdeu alguém especial, vai lembrar daquela pessoa de forma triste, com saudade. Se ressignificar as coisas de maneira que te deixe feliz, fica mais fácil seguir os dias. Mas é um processo, se não consegue fazer isso agora, vai conseguir fazer em algum momento”, apontou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›