Maria Zilda vai processar rede social depois de ter conta hackeada

Maria Zilda (Reprodução)
Maria Zilda (Reprodução)

Maria Zilda ficou tão mal ao perder sua conta no Instagram que revelou que ficou deprimida e passou vários dias sem se levantar da cama. Agora, ela resolveu dar um basta, e processar a rede social.

Sua conta foi hackeada no dia de seu aniversário, em 20 de outubro, e ela acabou perdendo o perfil que tinha há 11 anos. Por lá, ela fazia lives todos os dias desde maio deste ano. Ela criou outra conta para continuar fazendo suas lives com seus colegas atores e ex-atores da Globo, mas tentou recuperar a sua, porém, quando conseguiu, não estava bem do jeito que ela queria.

“Penei com o Instagram que eles me devolvessem. Depois, me devolveram vazio, sem nada. Para outras pessoas hackeadas, eles devolveram tudo. Dá para imaginar a quantidade de fotos de momentos importantes que eu perdi. Fiquei dez dias deprimida numa cama, achando que o mundo tinha acabado”, disse ela na web.

Nesta terça-feira (08), ela botou a boca no trombone ao criticar a Globo numa live com Marcos Frota, dizendo que nem todos os protocolos de segurança foram suficientes para fazer com que os casos de coronavírus na emissora cessassem. “É o avião, o cinema, o estúdio da TV Globo… Está aí a prova. Eles fizeram todo o protocolo, fizeram tudo direitinho como acharam que daria certo. Botaram os atores dentro de um estúdio com ar condicionado para gravar. Com todo protocolo e todo mundo fazendo teste. E estão aí: mais de 20 atores com Covid-19”, disse.

Ela contou que conversou com Lázaro Ramos antes de ele anunciar que estava com a doença: “Ele estava gravando há muito tempo lá. Ele grava sozinho. Tanto que ele não fez live comigo porque falou: ‘Zildinha, eu faço tudo. Faço o ator, a câmera, a edição. Faço tudo’. Mas não saía de lá. Ficava num estúdio com ar condicionado. Então, não recomendo. Não recomendo”, disse a atriz que ainda rebateu Frota durante a live, quando ele recomendou que as pessoas fossem assistir ao filme dirigido por Bárbara Paz sobre a vida de seu falecido marido, o cineasta Hector Babenco, e aproveitassem a reabertura das salas de cinema. “Não! Não vão ao cinema. Fiquem em casa! O pior risco de Covid-19 é você ficar num ambiente fechado com ar condicionado. Não vão ao cinema!”, disse ela, fazendo que o ator concordasse que ela tinha razão, e que mesmo que na sessão em que ele assistiu ao filme só tivesse ele e mais um casal, não era algo seguro no momento.