Mariana Goldfarb é criticada após fazer pose inusitada e rebate: “Mulher mostra o que quiser”

Mariana Goldfarb (Foto: Reprodução/Instagram)

Nesta quinta-feira (14), Mariana Goldfarb fez uma pose inusitada durante sua prática de ioga e, foi criticada por um internauta. A esposa de Cauã Reymond não ficou quieta e deu uma resposta atravessada ao hater.

“Eu lidando com o negativismo”, escreveu a famosa na legenda, mostrando os dedos do meio. E foi por causa desse gesto que a modelo foi criticada. “Feio mulher que mostra o dedo é pura falta de educação”, disparou um seguidor. 

Mariana respondeu ‘na lata’ e afirmou que mulher pode mostrar o que quiser: “Feio é você. Mulher mostra o que quiser. Falta de educação é vir no meu Instagram dizer como eu devo ou não me comportar”.

A modelo conquistou o apoio dos seguidores nos comentários. “Mas será possível que você não entendeu que esses dois dedos que estão na foto são exatamente pra gente como você?! Se toca”, escreveu uma. “Feio é você querer dizer à uma mulher como ela deve se comportar.. Vá ditar regras na sua vida, não na dos outros”, defendeu outro.

https://www.instagram.com/p/CALbMl2Anp2/

Mariana contou em entrevista à Quem como está sua rotina na quarentena ao lado do marido, Cauã. “Com a ajuda do Cauã, ou melhor, o verbo é compartilhar. A casa é dos dois, então, existem um compartilhamento e não uma ajuda. Começamos as tarefas de casa, como colocar as roupas na máquina, estendê-las, verificar o jardim, regar as plantas, cuidar dos animais”, explicou sobre as tarefas domésticas.

A modelo contou que eles estão aproveitando o isolamento para se exercitarem juntos:  “A gente se exercita e, depois, eu preparo o almoço. Por volta de 13 e 14 horas, a gente almoça. Às vezes, também optamos por almoçar umas 16 horas, depende do momento”.

Por fim, Mariana relatou que também estão tendo uma rotina de estudo. A modelo está tendo no momento aulas virtuais por causa do coronavírus. “Ele estuda inglês; eu, nutrição, por causa da faculdade, e filosofia. Estamos lendo muito”, encerrou.

Veja mais ›