Massacrada por desfilar nua, Mulher Abacaxi expõe traição

Mulher Abacaxi
Mulher Abacaxi (Reprodução/AgNews/Instagram)

Nesta quarta-feira (22), a Mulher Abacaxi, ou Marcela Porto, resolveu fazer um desabafo nas redes após desfilar no Carnaval com os seios completamente à mostra.

A Rainha de Bateria da Acadêmicos de Niterói explicou que esqueceu a parte de cima da fantasia, por isso precisou entrar na Sapucaí pelada. O marido de Marcela não gostou da atitude dela e pediu divórcio.

Com a repercussão da notícia, Abacaxi expôs o companheiro, dizendo que ele a traiu com outras mulheres.

“Ele com uma mesa cheia de mulheres e eu que estou sendo massacrada! Que ele é bonzinho e eu que não presto porque o casamento acabou por causa de Carnaval. Menos! Vamos respeitar os meus direitos!”, disparou a influenciadora, no Instagram.

“Aquilo é responsabilidade, é coisa séria. Eu sou rainha da escola. Não sou foliã. Estou ali por representatividade. Fui contratada, chamada. Não é uma brincadeira”, disse ainda.

Pra finalizar, a famosa contou que muita gente está mandando mensagens ofensivas pra ela, dizendo que ela trocou o casamento pelo carnaval. Porém, Marcela garantiu que só quem sabe da vida dela é ela mesma, que diz estar sofrendo.

Surgiu toda desfigurada

No ano passado, a famosa chocou os internautas ao surgir nas redes toda desfigurada. Na ocasião, ela realizou uma cirurgia de feminização facial avaliada em R$50 mil.

Ela, que é uma mulher trans, passou pelo procedimento com o cirurgião Rostand Lanverly, e contou que haviam pontos no seu rosto que deixaram ele mais grosseiro, algo que incomodada muito a influenciadora.

A Rainha de Bateria, que também é caminhoneira, aproveitou a cirurgia para fazer testa e sobrancelhas, queixo, pescoço e subir o canto dos olhos. De acordo com ela, o pescoço já estava incomodando por ficar um pouco mais flácido, e que por isso resolveu mexer nele.

Dando mais detalhes, ela revelou que até pensou em um lifting, mas o médico optou por trabalhar no pescoço agora e quem sabe, futuramente, fazer a cirurgia que ameniza rugas e linhas de expressão.

Vale lembrar que Marcela ficou conhecida como uma das ‘mulheres frutas’ da Furacão 2000. Ela também foi uma das primeiras mulheres trans a ganhar notoriedade no funk carioca.