Natália Deodato revela com quais ex-BBBs ainda tem contato

publicidade

Natália Deodato, conhecida por participar do BBB 2022, abriu o jogo sobre os participantes que ela ainda mantém contato após o fim do programa. De acordo com a modelo, sua amizade com as “comadres” segue intacta. Ela mencionou também, que continua conversando com Lucas Bissoli.

“As comadres [Linn da Quebrada, Jessilane Alves e Nayara] seguem plenas, o Lucas [Bissoli] também gosto muito. Tem uma galerinha que sou mais chegada. Mantenho o respeito, a simpatia e o carinho, não mudou nada. A questão é que agora não tem mais jogo, então cada um tem suas prioridades, segue seu foco, aquilo que quer realmente focar na vida e, muitas vezes, não vai dar para estar junto porque os objetivos são diferentes.”, explicou.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Apesar de não ter mais contato com outros ex-colegas de confinamento, Natália Deodato ressalta que existe muito respeito e nada de rivalidade.

“Mas isso não significa rivalidade, pelo contrário, significa respeito. Sempre digo: ‘estou aqui para o que precisarem, está tudo certo’. A gente só dá o que a gente tem e eu quero muita luz, muito sucesso para toda a galera. E que todo mundo consiga brilhar”, declarou a mineira.

Vida amorosa de Natália Deodato

Na época do BBB 2022, Natália Deodato teve um breve relacionamento com Eliezer (que agora namora com Viih Tube). Fora do confinamento, a famosa não esconde que tem aproveitado a vida de solteira, mas garante que seu foco são os compromissos profissionais.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Tem que trabalhar, mas também tem que se divertir um pouquinho. O meu foco agora está muito mais na minha carreira do que no meu relacionamento, estou ficando mais quietinha, sabe? Eu sou muito reservada. No BBB22 era diferente, porque não tinha como, mas aqui fora, minha vida é mais reservada”, explicou Natália.

publicidade

De acordo com a musa, sua personalidade forte e empoderada geralmente assusta os homens. “Assusta os homens, a sociedade… Porque a construção estrutural é que a mulher vai ser dona de casa e só isso. A mulher não pode ser dona das suas decisões, das suas roupas, não pode ser dona da sua vida porque isso assusta, isso é agressivo.”, lamentou.

“E aqui fora é a mesma coisa, as pessoas também se assustam comigo. Mas fico feliz em saber que tenho um posicionamento e estou vivendo e sendo protagonista da minha vida. Não deixo minha vida na mão de ninguém, mas traço o caminho que quero traçar. Se estou afim, estou, se não estou, também não estou e está tudo certo, tudo bem. Isso não me diminui, muito menos me coloca melhor que alguém, pelo contrário. Isso só me torna ser humano”, argumentou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›