Nubia Oliiver abriu o jogo após acusações

publicidade

A modelo Núbia Oliiver resolveu dar a sua versão em entrevista no último Domingo (6), ao jornalista Roberto Cabrini do Domingo Espetacular da Rede Record, e disse sobre as acusações que recebeu.

A modelo e atriz disse ter sido enganada por um suposto homem que se apresentava como empresário na área de cosméticos. Aparentemente o empresário procurou Núbia para divulgar maquiagens e fazer parcerias para a sua marca, sem suspeitar de nada.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Ele pediu para eu entrar em contato com meninas que queriam fazer as ações publicitárias. Recebi os produtos dele, as meninas também iriam receber. Obviamente, iria ganhar minha comissão. Passei algumas meninas para ele, mas era para maquiagem, ele queria explodir a marca dele. Nosso primeiro contato foi em 2019. Ele me abordou para fazer essa ação. Fui enganada, fui passada para trás, como eu não sabia, executei meu trabalho”, revelou Nubia.

Nubia também contou que perdeu vários trabalhos, amigos e seguidores por conta das acusações

“Só tive danos, perdi amigos, perdi material fotográfico que eu tinha investido dinheiro, perdi patrocinadores, perdi seguidores. E ter feito minha filha passar por esse constrangimento. Pessoas me bloquearam, não queriam falar comigo, sofri ameaças nas redes sociais: ‘Vou te matar’, ‘Sua cafetina’, ‘Sua aliciadora”

O apresentador Roberto Cabrini, questionou Núbia se realmente ela é o que falaram dela.

publicidade

“Nunca. Jamais. Isso é uma coisa que eu não faria nunca. Esse envolvimento… a perna dessa quadrilha (é) aqui no Brasil. O que parece é que eu selecionava as mulheres aqui no Brasil. E isso não é verdade.”

Sobre conhecer o suposto traficante, Núbia conta:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

“Eu conheço virtualmente. Não conheço pessoalmente. Eu tive uma relação com o Rodrigo [que era] comercial. O Rodrigo é dono de uma marca [de maquiagem], era dono de uma marca, não sei como está hoje. Ele pediu para que eu divulgasse e isso já está com os meus advogados e inclusive eu consegui achar esses vídeos [divulgando a marca] no meu Instagram, as ações que eu fiz para ele. E só. Eu nunca imaginaria que ele seria supostamente investigado por essa rede.”

Nessa investigação da polícia federal, a modelo seria a intermediária.

“Eu não aceitei ser intermediária entre Cotait e essas mulheres. Não tem intermediação. Tem intermediação na maquiagem. Ele pede para eu entrar em contato com as meninas que queiram fazer as ações. Eu recebi os produtos dele, recebi por isso, e também as meninas iriam receber. E obviamente eu iria ganhar a minha comissão. A gente não trabalha de graça.” 

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›