Pabllo revela que foi pedida em casamento por homem casado

publicidade

Pabllo Vittar, de 28 anos de idade, fez uma revelação para lá de inusitada durante o Domingão com Huck deste domingo (09). Durante o novo quadro do dominical “Acredite em Quem Quiser”, a cantora abriu o jogo e contou que foi pedida em casamento por um homem compromissado.

“Conheci uma pessoa online e conversamos por meses. Estávamos tão apaixonados que recebi um pedido de casamento. Fui viajar para outra cidade para o nosso encontro ao vivo e, quando cheguei lá, ficamos em clima de lua de mel, mas durou pouco tempo. No mesmo dia, descobri que a pessoa já era casada”, confessou ela.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Em seguida, a artista disse que não era famosa na época que conheceu o tal rapaz casado: “Cada like é uma paixão nas redes sociais, mas não sei explicar, foram meses conversando e me envolvi na história dele. Isso tem anos que aconteceu, eu não era nem famosa ainda, morava em Indaiatuba, São Paulo”, disse ela.

Falou sobre Lula

Em entrevista recente ao Splash, do UOL, a cantora Pabllo Vittar falou sobre a sua relação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ocasião, a artista disse que o político foi muito importante durante a sua infância:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

“Artistas se posicionarem é um dever. É a influência do bem contra o mal. Se Deus quiser, estarei na posse do Lula. Quero receber o convite formal! Cantarei com um belo vestido vermelho”, disse ela.

“Ele não sabe, mas fez parte da minha infância e da minha vida. Cresci com Bolsa Família, no MST, projetos que ele proporcionou. É uma referência para mim. Acredito muito na mudança que ele pode trazer, com muita fé e sabedoria. Ano que vem é Lula. Estou muito feliz que a gente vai sair desse buraco infernal”, declarou ela.

Preconceito sofrido

Há algum tempo, a cantora Pabllo Vittar concedeu uma entrevista para a revista GQ Brasil e falou sobre o preconceito sofrido. Segundo ela, os ataques recebidos nas ruas acabaram diminuindo bastante com a fama, porém nas redes sociais cresceram:

publicidade

“Posso dizer que as batalhas e o tipo de violência mudam quando ficamos famosas. Não sofro mais tanta violência nas ruas, mas, no online, aumentou. No começo, isso me impactava muito, hoje aprendi a apenas ignorar tais ataques e passei a entender que um ataque de ódio diz muito mais sobre quem ataca do que sobre quem é atacado”, confessou.

“Mas não posso comparar as minhas batalhas pessoais hoje com a de pessoas que, além de toda a homofobia que é gigantesca no Brasil, enfrentam a fome, a falta de estrutura e apoio governamental e milhões de outros fatores terríveis”, falou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›