Pabllo Vittar revela que já teve romances secretos com famosos

Pabllo Vittar
Pabllo Vittar (Foto: Reprodução/Instagram)

Pabllo Vittar participou recentemente do canal de Giovanna Ewbank no YouTube e acabou fazendo algumas revelações inesperadas. Durante o bate-papo, a cantora falou sobre sua vida amorosa, afirmando que atualmente está solteira e que não costuma utilizar aplicativos de relacionamento.

“Já usei muito, tipo 2015, 2016, até 2017… Quando eu usava e colocava meu rosto lá, o pessoal pensava que eu era fake. Aí já estava desaplaudida porque ninguém vinha, porque pensava que era fake. Sabe o que é que eu gosto muito muito que eu usava? Paquerar no Instagram. É ótimo!”, contou a cantora.

Questionada se ela já havia ficado com algum famoso que ninguém saiba, a artista não se intimidou e rapidamente respondeu:

“Já, vários. Vários. Vim aqui barbarizar. Ih, amor, nessas premiações, é o pau que roda”, disparou ela.

Na sequência, Pabllo contou também se participaria do BBB e comentou sobre a participação de sua amiga, Pocah, no reality.

“Não ia conseguir, não ia conseguir, eu ia surtar longe da minha mãe. Meu Deus, não. ‘BBB’ me chame pra fazer show, viu? Confinada eu acho que ia quebrar tudo lá dentro, ia virar um demônio da Tasmânia, quero fazer show na final, uma coisa bem Super Bowl”, disse a cantora.

Já em relação a cantora Pocah, Vittar disse que é muito fã da amiga, mas não mencionou o comportamento da sister no confinamento.

“Eu sou fã dela desde os primeiros hits que ela lançou, ‘Mulher do Poder’. O clipe foi dirigido por mim e Flávio Verne, que é o meu coreógrafo. E aí a gente quis trazer uma música pra cima, tem o sample do eletrofunk da MC Mayara, ‘Ai, como eu sou bandida'”, detalhou.

Confira a entrevista na íntegra:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Identificação de gênero

Recentemente, Pabllo Vittar falou durante entrevista à revista Glamour, sobre sua identidade gênero e afirmou que ela é uma drag que se identifica com o gênero masculino.

“Me identifico com o gênero masculino. Sou um menino drag. Muitas pessoas me questionam. Acho que por conta do meu drag ser superfeminino, sabe? Eu realmente me esforço para me parecer com uma garota. Aí, já viu, né?! As pessoas pensam que estou passando por transições cirúrgicas…Não sou trans! Não quero mexer no meu corpo, fazer cirurgias… Sou feliz como sou. Acredito que a pessoa tem que ser o que ela quiser, independente de ser homem, mulher, os dois ou não ter gênero algum.”, declarou ela.

Veja mais ›