Padre Patrick comenta polêmica após compartilhar foto sem camisa

Padre Patrick é um verdadeiro sucesso nas redes sociais! Em seu Instagram, por exemplo, ele possui mais de 3,9 milhões de seguidores e está sempre compartilhando diferentes publicações com seus fãs. Entretanto, recentemente, o religioso causou polêmica ao postar uma foto sem camisa.

Na época, a imagem do padre rapidamente repercutiu na internet e foi parar em diversos sites de notícias. No entanto, ele também foi duramente criticado por alguns fiéis mais rígidos. Por conta disso, Patrick optou por deletar a publicação.

“Acho que aquela foto que me deu de verdade a real dimensão do quanto sou conhecido. Já tinha postado fotos sem camisa outras vezes, só que era uma conta com dois mil seguidores no Instagram. E outros padres postam fotos sem camisa, não é um tabu.”, disse ele, em conversa com as jornalistas Fernanda Talarico e Renata Nogueira, do Splash UOL.

Padre Patrick explica que resolveu apagar a foto sem camisa, após ficar assustando com a repercussão da imagem. Ele lembra ainda, que foram feitas algumas montagens, colocando como se ele estivesse de sunga.

“Apareceu que eu estava de sunga, mas estava de shorts!”, garante Patrick, aos risos. “Decidi apagar no susto. Depois de dois dias, o Bispo me mandou mensagem porque tinham mandado uma versão editada para ele. E, claro que era montagem, não estou com aquele corpão todo não. E ele disse de forma carinhosa: ‘não posta foto sem camisa não, as pessoas acham ruim’.”, explicou o padre famoso.

Bem-humorado, Patrick Fernandes garante que só voltará a postar fotos do tipo, quando Jesus voltar ao mundo. “Eu posto uma duas horas antes, porque aí já posso arrebatado e não vou precisar ver mais nada.”, brincou ele.

Padre Patrick sem camisa
Padre Patrick sem camisa (Foto: Reprodução/Instagram)

Fama de Padre Patrick

Padre Patrick começou a viralizar nas redes sociais no meio do ano, ao postar vídeos polêmicos no Youtube falando sobre uso de biquínis e respondendo se tatuagens eram consideradas pecado.

Ao G1, o religioso comentou sobre a fama que ganhou nesses últimos meses e como tem lidado com a repercussão de seus conteúdos.

“Eu comecei a gravar os vídeos mais engraçados no início da pandemia. A gente estava sem celebrar missa com o povo, a cidade em lockdown e eu queria conversar com as pessoas que eram da minha paróquia. Uma conta de 2 mil a 3 mil pessoas, mas eu fui percebendo que justamente esses vídeos com cunho mais engraçado, com uma piada tinham uma proporção. O povo gosta do que não presta, as coisas sérias não se espalhavam na mesma proporção que os vídeos mais engraçados”, brincou.

“Dia de segunda é dia do lixo, dia que eu só falo bobagem. De terça em diante, a gente começa a ficar mais sério. A gente tem que se policiar porque uma palavrinha fora de contexto pode ofender. Hoje eu me sinto muito mais engessado do que no começo justamente pelo alcance. Eu faço muito mais na intenção de trazer leveza, de mostrar que a fé pode ser associada a uma vida leve, feliz, com riso. Não é uma coisa pesada, um fardo, isso não atrai mais as pessoas”, ressaltou ele.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver as últimas notícias dos famosos e deixe seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Henrique Souza
Mineiro, 26 anos, Graduado em Comunicação Social, Redator e Social Media.
Veja mais ›