Patrícia Pillar é dispensada e sai da Globo após 36 anos

Patrícia Pillar é mais um nome de peso a deixar a Globo. Após 36 anos na emissora, a atriz não teve o contrato renovado e saiu do canal da família Marinho.

De acordo com informações do colunista Guilherme Amado, do Metrópoles, Patrícia não teve seu vínculo renovado. À publicação, ela disse que deixa muitos amigos na emissora e que as portas estão abertas para projetos futuros.

“Tem sido uma relação de respeito mútuo durante todo esse período. Deixo muitos amigos, uma bela história construída em parceria e a porta está aberta para novos projetos”, declarou a atriz.

“Fui alternando esses dois tipos de contrato durante todo esse tempo. Sempre me norteou a liberdade em escolher os projetos dos quais participei”, afirmou ela.

Trajetória na Globo

Patrícia Pillar foi contratada pela Globo em 1985 para a novela Roque Santeiro. Na sequência, esteve em tramas como Sinhá Moça (1986), Rainha da Sucata (1990), Renascer (1993), Pátria Minha (1994), entre outras produções.

Em 1996, a atriz foi a protagonista de O Rei do Gado. Depois disso, esteve em novelas e séries, até que em 2009 interpretou uma de suas personagens mais marcantes: a vilã Flora, de A Favorita.

Após o sucesso com a megera do horário das nove, no entanto, ela esteve em apenas mais duas novelas na Globo. Em Lado a Lado (2012), viveu a vilã Constância. Já em O Rebu (2014), interpretou a poderosa Angela Mahler.

O último trabalho de Patrícia na emissora carioca foi há três anos, na supersérie Onde Nascem os Fortes. Na produção, ela interpretou a sofrida Cássia.

Patrícia Pillar na lista de dispensas

A atriz entrou para a lista de artistas de peso que não tiveram seus contratos renovados e engrossou as dispensas da Globo. Nos últimos tempos, o canal carioca adotou uma nova política de contratações e tem mantido vínculos fixos apenas com alguns nomes.

Apenas medalhões que ainda estrelam algumas produções e atores novos considerados essenciais e que não costumam recusar trabalhos estão sendo mantidos em contratos fixos.

Entre os casos, estão Tony Ramos, Fernanda Montenegro, Glória Pires, Lilia Cabral, Susana Vieira, Rafael Cardoso, Thiago Fragoso, Juliana Paes, Paolla Oliveira, Marina Ruy Barbosa, entre outros.

Já artistas não considerados essenciais ou que costumam escolher trabalhos ou que resistam a novos modelos de vínculos, tem deixado a emissora. Há casos recentes como Antonio Fagundes e Bruna Marquezine, por exemplo.

Além de Patrícia Pillar, também deixaram a Globo recentemente nomes como Lázaro Ramos e Ingrid Guimarães. Os artistas, a partir de agora, podem voltar ao canal com contratos por obra.

Vitor Peccoli
Publicitário, roteirista formado pela Casa Aguinaldo Silva de Artes. Escreve sobre TV e famosos desde 2013 | Contato: [email protected]
Veja mais ›