Pocah critica retorno de DJ Ivis aos palcos e compara com Conká

publicidade

A cantora Pocah voltou a soltar críticas sobre o caso DJ Ivis. Nesta última quarta-feira (8), a famosa usou seu perfil do Twitter para falar sobre o apoio que o cantor tem recebido por parte da classe artística após ser preso por violência doméstica.

Em seu perfil do Twitter, a artista compartilhou uma postagem onde a funkeira MC Dricka fazia uma comparação da aceitação de Dj Ivis por cantores do piseiro e sertanejo, com o cancelamento de Karol Conká nas redes sociais.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Karol conka e julgada até hoje aí vem o Dj ivis pronto vários feat ! Q porra é essa ?”, escreveu Dricka. Logo em seguida, Pocah chamou atenção sobre o machismo: “O PESO PRA MULHER SEMPRE É MAIOR AINDA MAIS SE FOR PRETA!!! UMA VERGONHA ESSA SOCIEDADE!!”.

Entre os comentários, os internautas fizeram questão de endossar a crítica da ex-BBB. “Tem participante de reality show que fez pior que a Karol Conká, e o cancelamento foi diferenciado…”, escreveu uma.

“O machismo nesse país ainda é tão grande que irrita de tal forma e o pior é ver as vezes mulheres apoiando e defendendo homens tóxicos e violentos culpando as mulheres por reações absurdas que estes homens tem”, refletiu mais um.

Cantora foi vítima de violência doméstica

No início do ano Pocah revelou que já foi vítima de violência doméstica em seu antigo relacionamento. Durante passagem pelo programa Papo de Segunda, do canal GNT, ela relatou os momentos de terror que viveu ao lado do pai de sua filha.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

“Eu vivi muitos anos com essa pessoa e eu comecei a namorar muito nova. Esse relacionamento, ele é completamente conturbado, era infernal pra mim e pra quem estivesse ao meu redor. Minha família, meus amigos, era terrível e eu via o quanto era tóxico e as pessoas falavam o quanto. Eu tentava de todas as formas me livrar daquilo“, disse, em tom de desabafo.

A artista ainda contou que logo as agressões passaram de físicas para psicológicas. “Havia agressões físicas, verbais e psicológicas, manipulação, meu temor a Deus. Sou uma pessoa que tenho uma ligação com Deus muito grande e essa pessoa usava a minha fé”, comentou.

publicidade

“Eu dizia: ‘O que você fez comigo? Eu quase fiquei cega do olho esquerdo‘. Era pesado. Em diversos momentos fui agredida, queria ir embora e ele dizia que estava sendo usado pelo diabo e que aquilo era o testemunho da nossa vida e que a gente iria contar isso como uma vitória”, afirmou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›