Rafael Cardoso relembra “A vida da gente” e menciona Nicette Bruno

Rafael Cardoso relembrou a novela “A Vida da Gente” (Foto: Reprodução)

Escrita por Lícia Manzo, a novela “A Vida da Gente”, exibida pela primeira vez na TV Globo em 2011, volta em uma reprise especial na emissora carioca, nessa segunda-feira (01). Para Rafael Cardoso, um dos protagonistas da trama, o projeto lhe proporcionou grandes amizades e trocas inesquecíveis.

“Eu só tenho a agradecer, pois estava vivendo um momento de mudança e estava inseguro. Me acolherem e deram todo o conforto para que pudéssemos trabalhar. Ganhei duas irmãs [Marjorie Estiano e Fernanda Vasconcellos], que por mais que o tempo e o trabalho tenham afastado, guardamos um carinho gigante uns pelos outros. Paulo hoje é meu vizinho querido, de muro”, comentou ele.

Segundo o bonitão, a sua relação com Nicette Bruno que também protagonizou memoráveis cenas na trama, foi uma grande troca. “Nicette foi sempre uma grande vó! Conversamos sempre com muito amor e carinho. Uma troca que ficou até agora há pouco”, disse ele.

Casamento

Casado com a influenciadora Mariana Bridi, Rafael Cardoso participou do programa “É de Casa”, e comentou que a pandemia fez com que ele ficasse ainda mais próximo da esposa.

“Como casal, a gente se reencontrou. Não que estivesse ruim, se tivesse, durante a pandemia, cada um iria para o seu lado. Não tem filho, nada que segure, né? A pandemia veio para deixar a gente mais junto, mais ligado”, argumentou ele.

Ao comentar sobre o assunto, a companheira do vilão de “Salve-se Quem Puder”, concordou com a fala do muso e também afirmou que ambos se encontraram ainda mais nos últimos meses.

“O começo da pandemia mexeu com todo mundo. Mas o interessante é que, com a gente, mexeu de maneira até que surpreendente. A gente se reorganizou e achou um lugar muito bacana de parceria, de reencontrar o que admirava e amava no outro. Então, pra gente, foi bem positiva”, concluiu ela.

Arrastão

Em conversa com a revista Quem, Rafael relembrou o trauma que vivenciou por um bom tempo, após sofrer um arrastão na rodovia Washigton Luis, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o bonitão quase foi baleado, ao lado de seu funcionário Paulo.

“Passei por um trauma, um assalto violento, com tiros e, graças a Deus, não tomei nenhum. Estava no final de uma novela [Espelho da Vida], e falei: ‘gente, estou gerando ferramentas para poder sair daqui’. Até saiu na imprensa assim: ‘Rafael só quer ganhar dinheiro’. E não era isso que eu queria dizer. Mas passou o trauma, nasceu meu filho Valentim, as coisas se harmonizaram e eu falei: ‘cara, minha vida é aqui no Rio de Janeiro”, contou ele.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›