Repórter que cobriu acidente com Marília Mendonça desabafa

A morte da cantora Marília Mendonça chocou o Brasil no dia 5 de novembro. Naquele dia, a sertaneja se envolveu em um grave acidente de avião em Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais, e, ao lado de outras 4 pessoas, acabou falecendo no local. Quem acompanhou a cobertura da Globo e da GloboNews durante a cobertura do acidente deve se lembrar do repórter Hérisder Matias, um dos primeiros jornalistas que chegaram ao ponto exato em que a aeronave caiu.

Ele trabalha na InterTV dos Vales, afiliada da emissora carioca no local, e entrou ao vivo em diversas ocasiões para trazer mais notícias, acompanhando, inclusive, a tensão antes da confirmação da morte dos ocupantes do avião. Em entrevista ao Splah, do portal UOL, Hérisder falou sobre a difícil cobertura comentou que acompanhou o momento em que o corpo da sertaneja foi retirado.

“Eu não tinha certeza se ela era a única mulher na aeronave. Sabia que era uma mulher, mas como não sabia o estilo de roupa que ela usava, não sabia se era ela mesma”, disse ele, que explicou que a equipe de resgate confirmou a informação mais tarde. “Quando procurei um bombeiro militar, ele confirmou que realmente era dela o segundo corpo retirado“, disse.

Momentos de tensão

Hérisder Matias falou a respeito do difícil trabalho realizado pelos bombeiros e equipes do SAMU, já que o avião caiu em uma cachoeira, justamente numa área de pedras. O repórter, que acompanhou tudo a uma distância de cerca de 50 metros, descreveu os momentos de tensão durante a tentativa de resgate das pessoas que estavam na aeronave.

Eles [os socorristas] estavam bastante nervosos por que corriam contra o tempo para tentar ajudar as pessoas no interior do avião. Após um período, perceberam que todos estavam mortos e que nada mais poderia ser feito”, afirmou.

O contratado da InterTV dos Vales conta que as pessoas confirmaram ainda durante o resgate que o avião realmente transportava Marília Mendonça. “A comoção maior foi quando perceberam que estavam todos mortos. Porque todos ali já imaginavam que era o avião dela e da equipe”, contou ele.

Final diferente

Por fim, Hérisder explica que gostaria muito de ter contato um final diferente para a história.  “O meu desejo é que eles fossem resgatados com vida e que eu pudesse narrar e transmitir o resgate de todos. Sei a importância que a cantora tinha e tem para o país. E claro, para a família, amigos e fãs. Milhões de fãs”, disse ele, que finalizou comentando sobre os maiores desafios da cobertura.

“O local de difícil acesso, levar a informação com cuidado e respeito sobre uma tragédia que eu sei que mexe com muita gente e a transmissão por causa da internet, que oscilava bastante”, finalizou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver as últimas notícias dos famosos e deixe seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Thiago Freitas
Marketing - Centro Universitário de Belo Horizonte. Atua como redator para o nicho de TV e famosos.
Veja mais ›