Rita Cadillac defende a cultura e revela pedido de auxílio emergencial

A cantora Rita Cadillac (Imagem: Reprodução / Instagram)

A cantora Rita Cadillac acaba de se envolver em uma polêmica. Tudo aconteceu depois que veio à tona nas redes sociais que a famosa fez a solicitação do auxílio emergencial, benefício liberado pelo governo para a população que vem sofrendo com a pandemia do novo coronavírus, que tirou o emprego de muitos brasileiros.

Depois que a história ganhou muita repercussão, Cadillac decidiu vir à público para comentar o caso. Ela participou na noite deste domingo do programa Domingo Espetacular, que é exibido na telinha da Record, e conversou a respeito. “Eu não entendi porque esse auê todo. Gente, artista é a última classe a trabalhar”, desabafou a artista, que já participou do reality show A Fazenda.

Durante a conversa com o repórter da emissora da Barra Funda, a famosa ainda aproveitou para explicar que, ainda que seja uma celebridade no país, ela não vive uma vida repleta de luxo, diferente do que as pessoas possam imaginar a seu respeito. “[O dinheiro] me ajudou a pagar o condomínio do apartamento, ajudou a pagar alguma coisa. Porque é o que eu falo: não levo vida de rico, eu não sou rica”, explicou.

Questionada pelo jornalista se não tinha vergonha de expor seu momento financeiro, ela garantiu que não e afirmou que deseja voltar ao trabalho assim que for possível. “Vergonha do quê? Eu tô trabalhando? Não. O que eu mais desejo é poder voltar aos palcos, trabalhar, ter o meu dinheiro digno”, finalizou.

Defesa da cultura

No Instagram, Rita Cadillac ainda publicou um vídeo para defender a cultura. “Este vídeo será todo em preto e branco. Não terá nenhuma música de fundo. Nenhuma fotografia, ilustração ou cena. Para que você imagine como seria viver em quarentena sem as artes”, dizem as imagens, produzidas pela Frente Cultura RJ. Na legenda, a ex-chacrete afirmou que se trata da “última classe a retornar a trabalhar”.

Veja a publicação:

https://www.instagram.com/p/CAnocfmJheH/