Rita Cadillac faz promessa e deixa fãs em êxtase

publicidade

A cantora e ex-chacrete Rita Cadillac mostrou que é uma pessoa que acredita em promessas. A famosa fez uma participação mais do que especial no programa Arena SBT, exibida na emissora de Silvio Santos na última segunda-feira, dia 3 de janeiro, e fez uma revelação. Ao falar sobre futebol, ela celebrou a vitória do Botafogo na série B do Campeonato Brasileiro e revelou que fez uma promessa no mínimo inusitada.

A ex-participante de A Fazenda afirmou que prometeu que posaria completamente nua com a bandeira do time carioca caso ele voltasse à elite do futebol brasileiro em 2022, o que vai acontecer. “Eu sou santista em São Paulo e Botafogo no Rio. Acertei que o Botafogo ia voltar, fiz até promessa. Tenho que tirar uma foto nua só com a bandeira do Botafogo”, disse ela, explicando o motivo de ainda não ter pagado a promessa. “Tenho que me bronzear ainda”, garantiu.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Romances famosos

Recentemente, Rita Cadillac concedeu uma entrevista para lá de reveladora para a revista Quem. Naquela ocasião, a famosa falou sobre os romances que já viveu com pessoas famosas e ainda citou o breve romance que viveu com o cantor Gonzaguinha, que faleceu em 1991.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“O Gonzaguinha era um cara incrível e estava solteiro. Eu nunca saí com homens casados! Foi um namoro de fã. Eu era fanzoca dele. Eu ia para a casa dele escutar música ou ouvir ele cantando. A gente tomava vinho, cantava, ele me filmava… Não tinha nem transa. Foi muito mais amizade colorida que um namoro. Quando ele faleceu, eu estava no Sul e conversei com ele por telefone. Marcamos um encontro, mas não foi possível. Soube do acidente horas depois”, desabafou.

Aborto

Em outro momento da entrevista, Rita Cadillac falou sobre um aborto que sofreu. Ela disse que, sem saber, estava grávida de cinco meses. A famosa tomou um abortivo porque sua menstruação estava atrasada em certa de um mês.

“Acho que a mulher é dona do seu corpo e tem o direito de decidir se quer ou não o filho, mas eu não sabia que eu estava grávida de cinco meses, se soubesse não teria feito. É muito perigoso. Se não fosse a minha vizinha ter me socorrido e levado ao hospital eu poderia ter morrido. Foi muito ruim para mim. Fiquei mal do corpo e da cabeça. Quase morri. Resolvi falar sobre isso, que era um dos maiores segredos da minha vida, porque foi uma forma de me perdoar”, concluiu.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›