Sabrina Petraglia fala sobre gravações e gravidez

publicidade

A atriz Sabrina Petraglia, de 38 anos de idade, que interpreta Micaela em ‘Salve-se Quem Puder’, novela que chegou ao fim na sexta-feira (16), contou em entrevista à revista Quem sobre a sua personagem na trama. 

Sobre a parada nas gravações, a volta ao ar e os últimos capítulos, a atriz revelou ter se sentido insegura ao não voltar a atuar por conta da gravidez:

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Eu me vi grávida em plena pandemia e no meio de uma novela, e veio de surpresa. Fiquei muito preocupada em não voltar para a novela porque sempre batalhei muito pelas minhas oportunidades e queria continuar contando aquela história. Quando Micaela e Bruno começaram a se aproximar e aquecer como casal, veio a paralisação por conta da pandemia e existia grande expectativa pelo meu reencontro com o Marcos [Pitombo]. O casal Shirlipe teve destaque em Haja Coração”, contou ela.

Insegurança durante a pandemia

Acerca das inseguranças provocadas pela pandemia, a artista que era gestante contou o drama vivido:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Estava com muito medo, especialmente por conta gravidez. Não saía de casa para nada, absolutamente nada. Até as consultas com a minha obstetra, eram todas online. Só me deslocava mesmo para fazer as ultrassonografias. Quando as gravações foram retomadas, eu fiquei com medo, mas já no primeiro dia me senti muito segura. O motorista me pegava em casa e me deixava na porta do camarim. O único aspecto ruim era justamente esse de ficar sozinha no camarim, sem as conversas… E também passamos a cuidar do nosso cabelo e maquiagem”, disse.

Mudanças nas cenas

Com as dificuldades nas gravações tendo várias repetições das cenas, a artista contou que ficou emocionada com a sua participação e personagem, além disso durante o set, as cenas eram feitas com acrílico dividindo os atores:

publicidade

“O processo de gravação era um pouco mais lento, afinal estávamos testando posicionamentos, era preciso gravar várias vezes a mesma cena, o que tornava o processo um pouco mais lento, mas eu me senti muito segura. Fizemos cenas de beijo com bolinha de tênis e acrílico. Ainda estava tudo em fase de experimentação. A produção inteira estava com roupa de astronauta. Só dava para ver os olhos. Isso era estranho. Era ruim ver os amigos de longe. A gente ficava muito emocionado. Toda cena era emocionante. Acho que o final vai surpreender e teremos bons momentos”, finalizou ela, que gravou algumas cenas no estúdio e outras na sua casa, em São Paulo.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›