Sérgio Mallandro diz já viu Xuxa chorar por causa de Marlene Mattos

Marlene Mattos ao lado da apresentadoa Xuxa Meneghel (Imagem: Reprodução)

Sérgio Mallandro resolveu coloca mais lenha na fogueira ao ressaltar que Xuxa levava muitas broncas de Marlene Mattos quando elas trabalhavam juntas.

Ela disse em um canal no Youtube que chegou a presenciar um momento em que Xuxa estava tendo uma crise de choro no camarim depois de ouvir poucas e boas da diretora de seu programa.

“Xuxa chorando e dizendo: ‘A Marlene me esculachou por causa de um vestido’ Essa era Marlene Mattos, muito brava, ela esculachava mesmo”, começou o ex-apresentador infantil que hoje se dedica a dar palestras em universidades.

“Aí eu falei para Xuxa não ligar, porque eu tinha acabado de ver Marlene dando uma bronca no Papai Noel mandando ele enfiar os presentes no c*”, revelou ele tentando acalmar a apresentadora. Ele ainda relembrou uma situação um tanto caótica que viveu.

Ele disse que em certa ocasião estava na chácara da loira, e de repente houve uma suspeita de sequestro no local. Em desespero Marlente começou a gritar para que Xuxa se escondesse.

“Os seguranças todos já correndo com as armas, e a Marlene gritando: ‘Xuxa, entra para o esconderijo!’ e mandou as paquitas se esconderem debaixo da cama. Eu fiquei dentro do guarda-roupa escondido. As paquitas chorando. Até que tudo se acalmou. Quando eu saí do quarto, a Marlene estava com uma espingarda, parecia um lampião”.

Fantoche

No início deste ano, em uma entrevista para o jornalista Luis Erlanger, Xuxa chegou a dizer que se sentia um fantoche nas mãos de Marlene, e que foi muito impedida de dar suas opiniões.

“Eu era um fantoche, mas porque eu quis, porque eu deixei. Fui deixando cada vez mais minha vida na mão dela. Minha vida particular, pessoal e profissional. As coisas se juntavam e estava tudo na mão dela. Ela era diretora, manager, empresária… Teve um momento, como todos sabem, que meu interesse era trabalhar com programa infantil e ela já não acreditava mais nisso. A gente deixou de trabalhar junto. Fui para o Xuxa no Mundo da Imaginação, fiz o XSPB”, disparou.

“Passei por alguns perrengues, mas nada que não tenha aprendido. Nos anos 80, era natural a mulher ser colocada como um objeto. […] A Marlene era assistente do [diretor] Maurício Shermann. Quando eu fui para Globo, quis levá-la. Ela foi como produtora porque ela não queria ir como diretora”.

Até mesmo no Conversa com Bial, e no Cartas para Eva, de Angélica, Xuxa chegou a dizer que foi tolhida de dar opinião em seus próprios programas.

Paulo Afonso
Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.
Veja mais ›