Silvero Pereira relembra início de carreira e desabafa: “senti muito medo”

Silvero Pereira desabafou sobre o início de sua carreira (Foto: Reprodução)

Silvero Pereira é um dos atores brasileiros, que luta diariamente em combate a diversos tipos de preconceito, e na semana do orgulho LGBTQIA+, o ator que arrasou na novela “A dona do pedaço”, conversou com a revista QUEM, e relatou algumas de suas inseguranças em sua carreira de ator.

Iniciando o desabafo, ele afirmou que ser um militante nas causas LGBTQIA+, lhe dá mais autonomia para conhecer e combater ainda mais o preconceito. “Foi necessário. Se a minha luta o tempo todo é levar isso como bandeira, isso foi consequência. Admito o fato de ter casado isso, porque cavei essa imagem por muito tempo. Mas eu gostaria de chegar neste lugar em que possa cavar outras oportunidades”, contou ele.

Ele continuou, e afirmou que se sente muito responsável em lutar em prol dos direitos de muita gente “Que eu seja enxergue de outra forma, não só eu, mas os artistas que fazem parte da minha comunidade, que também não querem ser enxergados somente para estes papeis. Me sinto muito responsável. Se eu entrei na televisão por causa disso, é porque estou sendo responsável pela imagem que criei”, afirmou.

CARREIRA

Silvero ficou ainda mais famoso, pelo seu papel de destaque em 2017, na TV Globo, na trama de Glória Perez, e questionado sobre alguma insegurança antes de viver o personagem Nonato, o bonitão revelou que teve dois medos. “Na verdade, senti duas coisas: Primeiro esse lugar de ser um ator de teatro chegando pela primeira vez no audiovisual. Senti muito medo de como as pessoas iam receber o meu trabalho por ser alguém que não entendia absolutamente nada sobre atuar em frente às câmeras, mas também todo esse lugar de ser uma figura assumida. Eu fiquei com medo de estar cavando uma caricatura do Silvero, de que as pessoas começassem a me enxergar apenas dessa forma, porque essa é uma coisa que o mercado tende a fazer”, concluiu o artista.

DEIXE SUA OPINIÃO

comments