Solange Couto ostenta curvas poderosas ao se divertir na Bahia

publicidade

Curtindo dias de sol em Salvador, na Bahia, a atriz Solange Couto fez questão de compartilhar registros da viagem em seu Instagram. Nas imagens, a famosa aparece usando uma peça laranja, esbanjando suas curvas poderosas e muita simpatia enquanto se diverte no cenário paradisíaco.

“Quando você está muito feliz”, escreveu ela em um post. “Tempo de alegria, de leveza, agradecendo a Deus pela oportunidade da vida, pelos livramentos, coração pulsando fé e cercada de pessoas que amo”, acrescentou em outra publicação.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na rede social, as fotos de Solange Couto fizeram muito sucesso e ela foi cercada por muitos elogios e mensagens carinhosas dos fãs.

“Espetacular este mulherão!”, disse um seguidor. “Que mulher poderosa! Maravilhosa”, declarou outro admirador. “Eita que lindona”, elogiou um fã. “Simplesmente perfeita”, escreveu mais um internauta.

publicidade

Solange Couto fala sobre O Clone

publicidade

Sucesso em O Clone, Solange Couto relembra com carinho do trabalho que está sendo reprisado na TV Globo no Vale a Pena Ver de Novo. Na trama de Glória Perez, ela interpreta Dona Jura, conhecida por seu bordão icônico ‘Não é brinquedo não’.

“Graças a Deus nesses quase 41 anos de carreira, e ali (na época da novela) eram 20 anos, eu sempre fui muito respeitada pelos colegas, o público sempre me acarinhou, mas era uma coisa muito discreta”, começou ela. “Eu queria um trabalho maior. Quando eu pedi isso, Papai do Céu colocou o ‘Não é brinquedo, não’ na minha boca. Eu sai dos Estúdios Globo, com o texto, conversando com ele. Eu falei: ‘Pai, queria uma notoriedade’. Era um personagem bem pequeno. Não tinha esse tamanho. Ela foi adquirindo”, recordou ela durante participação no ‘Encontro’.

Na época, ela também revelou de onde surgiu o bordão que acabou caindo no gosto popular:

publicidade

O ”Não é brinquedo, não’ surgiu em uma conversa com o papai do céu. Eu disse: ‘Pai, você sabe como é que é, né? Não é brinquedo, não’. Aí me assustei. Fui na rua testando. Quase que acontece um acidente de trânsito comigo. Mas ao invés de elogiar a mãe do motorista, eu gritei o bordão com muita raiva. Aí eu descobri que o bordão servia pra tudo. Eu nunca falei esse bordão na vida, era da Dona Jura mesmo”, contou a atriz.

“Eu só não escuto o ‘Não é brinquedo, não’ se eu não sair de casa. Eu enfartei, e do centro cirúrgico ao CTI uma enfermeira falou: ‘Não é brinquedo, não. Dá muita saudade, a gente se divertia tanto. Era muito engraçado”, contou ela.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›