Tati Quebra Barraco revela o que a levou a cantar funk

Tati Quebra Barraco
Tati Quebra Barraco (Foto: Reprodução/Instagram/Wallace Ximenes)

Tati Quebra Barraco abriu uma caixinha de perguntas e respostas em seu Instagram na última quarta-feira (23) e respondeu algumas curiosidades dos fãs. Uma delas, foi sobre o que a motivou a cantar funk ‘proibidão’. Na ocasião, a funkeira contou que ficou três meses sem transar e isso fez ela ingressar neste estilo.

“Por que você optou por cantar funk put*ria?”, perguntou um internauta. Na sequência, Quebra Barraco respondeu: “Fiquei três meses sem transar. Então divulguei. Eu fiquei três meses sem quebrar o barraco”, respondeu ela.

A resposta inclusive, faz referência ao hit ‘Sou Feia, Mas Tô Na Moda’, um dos grandes sucessos da cantora.

“Eu fiquei 3 meses sem quebrar o barraco; Sou feia, mas tô na moda, tô podendo pagar hotel pros homens, isso é que é mais importante.”, diz o trecho do funk.

Desabafo

Recentemente, Tati Quebra Barraco fez um desabafo nas redes sociais, falando sobre uma questão que incomoda muitas mulheres. Na ocasião, ela questionou o fato da indústria de biquínis não confeccionarem modelos adequados para quem tem o monte pubiano mais ressaltado, ou a ‘ppk grande’, como ela diz.

“Ter uma xereca grande não é um problema para mim, mas eu gosto de usar fio dental. Quando eu posto alguma foto, sempre vem alguém fazer comentário: ‘ah, a xerecuda’. Mas geralmente eu não ligo, eu boto o que eu quero. A indústria da beleza tem que fazer biquíni para todos os tipos de mulheres, tanto a xerequinha, quanto a xerecuda. E inclusive para as mulheres trans. Todas nós somos mulheres”, disse a artista em entrevista à jornalista Júlia Flores, do site Universa.

Suposta briga com Anitta

Há muito tempo circula na internet os boatos de uma possível briga entre Tati Quebra Barraco e a cantora Anitta. No entanto, em entrevista ao jornal Extra, em 2019, a artista desmentiu as especulações.

“A entrevista [feita pelo TV Fama] foi editada como se eu tivesse falando mal dela. Não falei mal dela em nenhum momento. O jornalista me perguntou se eu gravaria com ela, e eu respondi que já deu tempo de sobra para ela gravar qualquer coisa comigo. Hoje, ela não gravaria, e eu também não. O repórter quis dizer na pergunta se eu precisaria gravar com ela para obter o sucesso de novo. E eu falei que não preciso disso, que eu tenho 20 anos de carreira, repertório e isso de gravar com ela é para alguém que está chegando agora, que precisa subir nas costas de alguém para alavancar a carreira”, justificou Tati.

Veja mais ›