Thales Bretas decora seu consultório com frase emblemática de Paulo Gustavo

Thales Bretas e Paulo Gustavo
Thales Bretas e Paulo Gustavo (Foto: Reprodução/Instagram)

Thales Bretas revelou que decidiu ornamentar o seu consultório com uma frase ilustre do seu falecido marido, Paulo Gustavo, que morreu em maio, em decorrência de uma complicação causada pela Covid-19: “Amar é ação, amar é arte”, diz a flâmula pendurada na parede, frase dita pelo humorista em seu especial de fim de ano na Globo, no programa 220 volts, no final do no passado.

Há pouco tempo atrás, Thales Bretas publicou uma foto em suas redes sociais, ao lado de seu amado, e falou sobre a saudade de seu marido:

 “Que saudade de caminhar ao seu lado! Na chuva, no sol, na neve ou em qualquer lugar… Sua ausência é sempre presente! Te sinto todo momento… e sinto muito…”, destinou ao Paulo Gustavo que faleceu no dia 4 de Maio.

E as homenagens ao humorista feitas pelo seu marido e dermatologista não parecem ter um fim, no mês passado, Thales abriu seu coração e publicou uma mensagem relembrando os momentos vividos pelo casal:

“Saudades do amor da minha vida! Cada foto ou vídeo que abro, sinto um misto de tristeza, angústia e gratidão por cada minuto que vivemos juntos! Nossos 7 anos foram muito lindos, intensos, cheios de amor e de planos!!! Como eu queria pelo menos mais uns 50 anos juntos… bodas de ouro!”, escreve ele.

“Mas a vida me deu esses sete tão especiais! Foram os meus anos mais felizes! E renderam dois frutos desse amor tão puro e verdadeiro, que vou cuidar pro resto da minha vida! Meu amor por você é eterno, te levarei sempre comigo! Obrigado por tudo!! Que sorte a minha ter sido escolhido por Deus e por você pra receber tanto amor, mesmo que por pouco tempo!”, escreveu ele.

Saudades dos filhos

Em uma entrevista ao Fantástico, o dermatologista desabafa e conta sobre a responsabilidade de criar os dois filhos sozinho. Ele também confessa que os pequenos Gael e Romeu perguntam sempre com frequência por Paulo Gustavo:

“Agora estou tentando explicar quando consigo que o papai Paulo não está mais dodói e virou uma estrelinha que está olhando lá de cima pra gente”

“Minha foto de celular é com as crianças, e eles sempre pedem para ver o papai Paulo. Durante um tempo no hospital eu falava ‘papai Tata’, porque eles me chamam de papai Tata, ‘papai Tatá vai ao hospital porque papai Paulo dodói e já volta’. E aí eles ficavam ‘papai Paulo dodói”, disse Thales. 

Paulo Afonso
Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.
Veja mais ›