Thalita Rebouças fala sobre menopausa e decisão de não ter filhos

publicidade

Thalita Rebouças, escritora e jornalista de 47 anos, que tomou a decisão de não ter filhos aos 28, comentou em entrevista à jornalista Carolina Ribeiro, da revista ELA, do jornal O Globo, sobre como tem lidado com a menopausa (período em que ocorre a última menstruação da mulher). Segundo ela, os sintomas dessa fase começaram a surgir logo no início da pandemia.

“Não precisa abaixar o tom de voz para falar disso. Quanto mais a gente falar, mais vamos nos libertar. Entrei na pandemia e parei de menstruar. Um monte de amigas estão na mesma”, declarou a apresentadora.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Para lidar com os sintomas, Thalita explica que tem feito reposição hormonal. “Nunca me senti tão gostosa e feliz”, afirmou a escritora, que comentou ainda, sobre a decisão de não querer ser mãe. “Fazer filho é fácil e gostoso. Criar é super difícil. Muitas mulheres me perguntam se eu não tenho medo de me arrepender. Eu tenho vontade de fazer a mesma pergunta para quem teve”, declarou ela.

Vida profissional na pandemia

Se na vida pessoal Thalita Rebouças tem se sentido “gostosa e feliz”, mesmo com a menopausa, na vida profissional como escritora, a famosa comentou que passou a se sentir solitária durante a pandemia.

“Achei que fosse tirar de letra, pois a minha rotina de escritora é muito solitária. Trabalho em casa há 20 anos. Mas fiquei oca. Imagina as mil Thalitas que moram dentro da minha cabeça, todas cheias de tesão e criatividade, ficarem mortas?”, desabafou ela.

A jornalista destaca que ficou três meses sem ler, escrever e ver filmes. No entanto, o que a ajudou a lidar melhor com essa fase difícil, foi desenvolver o roteiro do filme “Pai em Dobro”, lançado em janeiro na Netflix.

publicidade

“Eu implicava com a ideia de tanta gente meter o bedelho no roteiro e hoje acho divertido trabalhar em equipe”, disse Thalita, sobre o longa que foi o primeiro projeto de sua carreira em que o audiovisual veio antes do livro. A decisão de colocar a trama no papel, inclusive, veio de um encontro que teve com o amigo e ator Eduardo Moscovis. Alguns meses depois, ela fez o convite: “Você vai ser o pai do meu filme?”. Para o ator, foi uma grande surpresa.

“Me surpreendeu que foi tudo muito rápido, da ideia até ela escrever o roteiro. Ela achou graça na maneira como convivo com as meninas, e veio o insight de escrever a história de um homem que descobre ser pai de uma filha já adulta, de 18. A princípio ele não sabe lidar e depois acaba se apaixonando e se vendo carente dessa relação”, explicou o ator. “A Thalita é empreendedora, inquieta e produtiva. A forma como ela produz, se envolve e participa do filme como atriz é linda”, acrescentou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›