Vanessa da Mata posa ao natural e posta texto reflexivo sobre autoestima

publicidade

Nesta segunda-feira (22), a cantora Vanessa da Mata usou o seu perfil do Instagram para compartilhar um reflexão com os seguidores sobre a autoestima. A artista recebeu vários elogios pelo momento de empoderamento.

Na postagem em questão, Vanessa usou uma foto onde aparece ostentando sua beleza natural, para ilustrar seu texto sobre o medo das pessoas mostrarem um certo desprendimento da imagem perfeita.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“É delicioso quando finalmente com o tempo, temos a facilidade de acordarmos e percebermos que não precisamos mudar nada. Não alisamos o cabelo. Não maquiamos os olhos. Não colocamos o salto. As caras e bocas já não são mais necessárias”

“Já sabemos que tudo isso, se necessário, em um dia de também descuido de nossa autoestima, pode voltar tranquilamente como estratégia. Mas acordamos e colocamos um protetor solar – no meu caso também um batom – no máximo, junto com uma música bem libertadora e dançamos na sala até o dia raiar nos sentindo a pessoa, na melhor fase da vida”.

“Condizente entre consciência e físico. Apropriada e sobriamente livre. Como nunca antes. Realmente salva das armadilhas, alheias, tendenciosas, pesadas, que tentam nos impor e assim nos descaracteriza e nos enfraquece! Ser nós mesmos, como cada um o é, não dá trabalho algum”.

Vanessa finalizou o texto agradecendo o presente que recebeu de um artista: um colar com dente de alho. Sorridente, a cantora apareceu apontando para o acessório, que se destacava no decote do vestido azul. “Obrigada pelo colar de dente de alho natural”.

Último álbum

publicidade

Em entrevista ao portal Tribunal de Minas, Vanessa da Mata comentou sobre a necessidade de escrever se escrever o que sente. A artista, que é dona de vários sucessos da MPB, fez questão de explicar o recado dado nas canções de seu último álbum.

“Tenho a necessidade de falar. As minhas músicas têm uma sutileza grande, mas falam muito. “Nossa geração”, por exemplo, fala da intolerância imensamente. “Vá com Deus” fala desse fenômeno que é as pessoas não conseguirem viver sozinhas e estarem desesperadas, adolescentes se matando por não conseguirem lidar com a frustração do primeiro amor, o desalento de não entender o que é a busca de si”, declarou ela.

publicidade

A diva também falou sobre suas inspirações para compor: “Tenho muitos caminhos de diálogo. E gosto de psicologia, de falar de um lado que parece ser de amor e não é bem assim, onde um adulto se mostra mais quando está acompanhado ou não, mas por causa do amor. Você quando está com uma pessoa ou quando está só, por causa da ligação com o outro, tem muitas reações, profundas, existenciais, de autoboicote, de autoflagelo. O ser humano me interessa muito”.

 

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›