Vanessa da Mata posa de maiô e mostra tatuagem

publicidade

Aos 45 anos, Vanessa da Mata sempre exibe a boa forma nas redes sociais. Há poucos dias, a cantora de MPB se destacou ao dividir um clique de maiô, que evidenciou ainda mais a beleza. No registro, ela ainda mostra uma tatuagem lindíssima no corpo.

Com a peça colorida, a artista ostenta um olhar espontâneo, e não economiza na sensualidade ao ostentar uma cintura fininha e um bumbum redondinho. “Às margens do rio Xingú, Altamira Pará”, disse na legenda.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Uau, o tempo passa e essa beleza fica ainda maior”, afirmou um rapaz. “Gente do céu, que coisa mais perfeita”, comentou a segunda pessoa. “Fico chocado com essa beleza”, destacou a terceira.

Homenagem

No último dia 5, Vanessa da Mata foi mais uma das famosas que homenageou a sertaneja Marília Mendonça que morreu vítima de um acidente aéreo. Na ocasião, ela destacou ser importante rezar pela loira que deixou um filho de menos de dois anos.

“Sinto mto mto mto. Que tragédia. Que Deus te proteja aonde estiver e dê aos seus, um pouco de alento! Menina de pulso firme, letras com mta personalidade, feministas, em um gênero musical dominado por homens, ela fez e faz história! Que a harmonia e luz divina tirem todos vocês desse último susto logo! As pessoas que moram perto da cidade, cuja o acidente aconteceu, por favor, coloquem flores e acendam vela nessas pedras, aonde esse acidente ocorreu! É mto importante. Rezem por ela! Mto mto amor divino a todos eles”, falou na legenda.

Novo projeto

Nos últimos meses, Vanessa da Mata lançou o álbum ‘Quando deixamos nossos beijos na esquina’, e disse que sempre gosta de colocar a sua realidade nas letras das canções e de novos projetos. Além disso, ela revelou sentir a necessidade de falar sobre pautas necessárias.

publicidade

“Tenho a necessidade de falar. As minhas músicas têm uma sutileza grande, mas falam muito. “Nossa geração”, por exemplo, fala da intolerância imensamente. “Vá com Deus” fala desse fenômeno que é as pessoas não conseguirem viver sozinhas e estarem desesperadas, adolescentes se matando por não conseguirem lidar com a frustração do primeiro amor, o desalento de não entender o que é a busca de si. Tenho muitos caminhos de diálogo. E gosto de psicologia, de falar de um lado que parece ser de amor e não é bem assim, onde um adulto se mostra mais quando está acompanhado ou não, mas por causa do amor”, contou.

Confira:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›