Vídeo de Lulu Santos detonando sertanejos viraliza em meio à polêmica

Lulu Santos detonou sertanejos no Domingão do Faustão em 1992 (Reprodução/Youtube)
Lulu Santos detonou sertanejos no Domingão do Faustão em 1992 (Reprodução/Youtube)

O cantor Lulu Santos tem se tornado destaque nas redes sociais nos últimos dias, após internautas resgatarem um vídeo antigo dele detonando artistas do sertanejo e seu envolvimento com políticos de direita.

O vídeo em questão faz parte de um trecho da participação de Lulu no extinto Domingão do Faustão, exibido no ano de 1992. Na época, o artista disse que os sertanejos contribuíram para a crise política gerada pelo governo de Fernando Collor.

“Acabou o país investindo na caretice de achar que aquele rapaz, que tinha uma aparência dita bonitinha, com aquela gravatinha, que ele ia trazer algum benefício para esse país“, declarou o cantor.

“Quem deu apoio a candidatura, eu não vou falar nomes, mas são as pessoas filiadas ao que se chama de música sertaneja“, disse. “Eu acho que a música sertaneja foi a trilha sonora dessa malfadada administração“, completou.

O discurso de Lulu vem à tona poucos dias após os cantores Gusttavo Lima e Zé Neto se tornarem alvos de críticas e investigação. Os sertanejos estão na mira por conta da contratação milionária de seus shows com dinheiro público em cidades pequenas pelo Brasil.

Gusttavo Lima chorou em live após polêmica

Na última segunda-feira (30), Gusttavo Lima realizou uma live no Instagram e desabafou. Ele se pronunciou publicamente pela primeira vez sobre a polêmica dos cachês milionários.

Visivelmente abatido, o artista chorou. No discurso, ele garantiu que não compactua com ações ilícitas envolvendo o dinheiro público.

“Diante de tudo isso que está acontecendo, muitas inverdades sobre meu nome, sobre minha carreira. Vocês sabem da minha índole, do meu caráter. Quando a gente mexe com honra e caráter, tem pessoas por trás, então queria que vocês tivessem mais cuidado. Nunca me beneficiei sobre dinheiro público, empréstimo, ou algo do tipo. Minha vida foi sempre trabalhar. Em 2019, fiz quase 300 shows. Temos uma equipe gigantesca. Não compactuo com dinheiro público. Pago todos os meus impostos em dia”, disparou o marido de Andressa Suita.

Na semana passada, a contratação do cantor para realizar um show na cidade São Luiz, em Roraima, virou polêmica. A partir disso, passou a ser alvo de uma investigação do Ministério Público. Em seguida uma prefeitura de Minas Gerais precisou cancelar um show do artistas, que contava com cachê de R$ 1,2 milhão.

“Sobre shows de prefeituras, acho que todos os artistas já fizeram ou fazem shows de prefeituras. É sobre valorizar nossa arte. Se o que a gente tem é nossa música, nossa voz, a gente ganha dinheiro com isso. Nunca pensei que ser bem-sucedido no Brasil traria tanta inveja, tanta coisa ruim. Às vezes dá vontade de sumir pra ver se essa perseguição acaba. Vocês podem ter certeza que sou um cara 100% correto, 100% honesto nas minhas coisas”, apontou.