Vitão defende Samantha Schmutz e opina sobre polêmica

Vitão resolveu se manifestar sobre a polêmica da atriz Samantha Schmutz com Juliette que ganhou destaque nesta semana. Segundo ele, o momento é importante para refletir sobre cancelamento, e disse que a atriz errou como qualquer outro ser humano.

“Esse é o momento do Brasil entender que errar faz parte de ser humano. Abrir espaço para o diálogo, aprendizado e compaixão é necessário. Vamos errar até o último dia nessa terra, enquanto não entendermos isso o cruel ‘cancelamento’ sempre vai nos assombrar”, desabafou.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Antes de ser criticado pelos fãs de alguma das duas, o ex-de Luísa Sonza esclareceu que consegue admirar o trabalho de ambas e não cancelar nenhuma.

“Sou fã da Samantha e amei a música nova da Juliette, artistas fazem arte. Só precisamos aprender a exercer também a arte do perdão e de se colocar no lugar antes de apedrejar digitalmente”, desabafou.

“Concordo com você, Vitão, amei que ela se arrependeu e se desculpou com a Ju”, revelou um fã do cantor. “Sim, faz parte, e vamos errar muito também”, disse uma outra pessoa.

Repercussão

Nos últimos dias, Vitão ficou furioso com a repercussão de uma entrevista onde afirma não ser hétero. Com música nova nas plataformas digitais, ele falou que o maior interesse das pessoas sobre ele deveria ser relacionado a esse universo, e não sobre seus gostos pessoais.

“Eu sou músico, pra quem não sabe, lancei uma música hoje, inclusive, e está todo mundo falando só sobre se eu sou gay ou não, ao invés de ouvir minha música. E, talvez, ouvindo minha música você entenda muita mais a verdade. Esse é meu questionamento. Só quero gerar debate e discussão, é isso que os artistas fazem. Que a gente possa ser cada vez mais livre com o ser humano”, afirmou.

Por fim, o jovem aproveitou para deixar uma reflexão sobre querer amar sem rótulos e sem pressão da sociedade.

“Talvez a gente seja menos complicado que isso, talvez a gente só goste de se encostar mesmo, de se amar, independente de gênero, roupa, de qualquer coisa, de órgão sexual. Ou você é bi, ou gay, ou hétero, ou alguma da outras ideias. E isso acaba determinando tudo na nossa vida… por que tem que ser assim? Será que isso existe realmente na nossa natureza? Eu acho que não”, pontuou.

Confira o post:

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›