Whindersson Nunes relembra morte do filho João Miguel

publicidade

Whindersson Nunes passou por momentos difíceis nesse ano, apór perder o filho João Miguel, que nasceu prematuro. Em um trecho do livro ‘Vivendo Como Um Guerreiro’, o humorista detalhou sobre o processo tenso e que lhe traz dores até hoje.

“Pegamos João no colo, sem vida. Foi o momento em que eu mais chorei em toda a minha vida, e esse momento dura até hoje. A Maria, também. Entre as incredulidades do que estava acontecendo, escrevi com fé no twitter: deixai vir a mim os pequeninos, porque deles é o Reino dos Céus”, diz ele em uma parte da obra.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na visão dele, a dor de voltar para casa sem a criança foi imensa. “E nada mais havia para ser dito. Havia muito para ser sentido. A dor de voltar para casa. A dor do desabamento de um sonho. A dor do adeus. A dor de voltar sem a criança e sem a barriga, depois de meses de esperança”, contou.

Além de contar que o baby foi cremado, ele ainda enfatizou que nunca tinha vivido nada parecido com tamanha força. “Tudo foi inédito. Nada disso havia acontecido, nem havia sido imaginado. Uma dor muito grande. Antes de ser pai, eu conheci a dor de perder um filho. Um pedaço de mim. Um alguém igual a mim. Confesso que sempre me mantive muito crente de que tudo ia dar certo”, apontou.

Aposentadoria

Ao participar do podcast Pod Delas, Whindersson Nunes disse que pretende trabalhar por ao menos uns dois anos, e depois disso, se aposentar. Ainda de acordo com ele, as expectativas vão diminuindo.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Acredito que eu trabalhe só mais uns dois anos nesse ritmo que estou hoje. A expectativa vai baixando. Posso sair de cena e voltar depois, fazer outras coisas. Esse é o meu plano. Tu acredita que eu quero ganhar um Oscar? É verdade. Quero ganhar e levar para o Piauí, para a mata mais seca que tiver e mostrar para todo mundo”, falou.

Amizade

publicidade

Ao contrário do que muitos acham, Vitão e Whindersson já trocaram mensagens positivas e de apoio. Há pouco tempo, o cantor comentou sobre os dois terem sido atacados na internet.

“Quando o negócio [ataques] estavam acontecendo, a gente não chegou a conversar. Mas hoje em dia a gente conversa numa boa, teve algumas ideias bem legais. Teve um dia que ele veio me chamar, ele já vivia essa p**** de internet há muito mais tempo que eu, e ele falou tipo: ‘Pô, mano, eu sei como é esse negócio. O negócio é ser forte”, falou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›