Erro da Marvel com Capitão América irrita quadrinista, que dá resposta

Logo de Capitão América: Guerra Civil, em trailer do filme
Capitão América: Guerra Civil (2016), último filme lançado sobre a história, que se tornou alvo de confusão dentro da seção de quadrinhos da Marvel (Imagem: Reprodução / YouTube – BRAMarvel)

Uma confusão envolvendo a companhia Marvel Comics e as histórias do Capitão América acabou irritando um dos quadrinistas da empresa. E o profissional deu uma resposta à organização. De acordo com informações do site de notícias de entretenimento Observatório do Cinema, a Marvel inseriu Stan Lee e Jack Kirby como criadores de Capitão América na página de créditos de Capitão América: O Fim, que já está à venda nas lojas de quadrinhos dos Estados Unidos.

Segundo as informações do portal, a confusão foi com relação aos criadores das histórias do Capitão América. Os criadores corretos seriam Jack Kirby e Joe Simon, que trabalharam na Timely Comics. Stan Lee também esteve presente nessa época, mas não como criador deste personagem. O erro acabou irritando o criador de Deadpool, o quadrinista Rob Liefeld, que reagiu, dando uma resposta à companhia por meio de sua conta oficial na rede social Twitter.

Em mensagem enviada à Marvel, ele escreveu: “Ei, Marvel, eu garanto a você que Stan Lee não criou o Capitão América. Isso é horrível e um desprezo para com Joe Simon e sua família. Dê um jeito nisso”. E Rob Liefeld também enviou uma mensagem diretamente ao CEO da Disney, Bob Iger, relatando a situação e pedindo que ele conseguisse uma equipe respeitosa com os criadores das histórias.

“Ei, Robert Iger [Bob Iger, o CEO da Disney], esta é uma grave violação ao decoro do Capitão América, criado por Joe Simon e Jack Kirby. Stan não teve nada a ver com a criação de Cap. Um terrível desprezo! Obtenha uma equipe experiente e respeitosa com os criadores que desenvolveram a fundação!”, disse Rob Liefeld na outra mensagem, publicada também pelo Twitter.

Confira as mensagens publicadas por Rob Liefeld no Twitter:

Possui Mestrado em Comunicação e Graduação em Jornalismo. Pesquisa cultura pop e também trabalha com o tema.