Escalação de Gal Gadot no papel de Cleópatra é alvo de críticas; Saiba o motivo

Gal Gadot e Elizabeth Taylor (como Cleópatra); A atriz de Mulher-Maravilha irá interpretar novo filme como Cleopatra (Imagem: Reprodução / Montagem – SpinOff)

Sem surpresas, a notícia da escalação de Gal Gadot para interpretar a rainha egípcia Cleópatra, em um novo filme produzido pela atriz e dirigido por Patty Jenkins, requentou um antigo debate a respeito da etnia da mais famosa mulher da antiguidade. Rapidamente surgiram acusações no Twitter de que a escolha seria uma forma de Whitewashing, isto é, de “branqueamento” da rainha africana.

No entanto, o debate a respeito da etnia de Cleópatra é bastante antigo e não encontra consenso entre historiadores. As imagens que restam da governante, que reinou entre 52 AEC até 31 AEC, não bastam para estabelecer a questão.  Cleópatra pertencia a uma dinastia que tem suas origens em Ptolomeu, um dos generais de Alexandre Magno, e pode ter sido branca. Reconstituições faciais de uma de suas irmãs, Arisone, feitas pelo Instituto Arqueológico Austríaco, sugerem que a família de Cleópatra pode ter sido mestiça. 

Esta é apenas uma das controvérsias que rondam a vida da rainha egípcia, que sempre teve sua imagem bastante sexualizada no Ocidente, algo de que a própria Gal Gadot está consciente: “A história pela primeira vez [será contada] através dos olhos das mulheres, por atrás e afrente das câmeras”, disse a intérprete de papéis famosos como a Mulher-Maravilha e Arlequina.

Gal Gadot não escondeu a empolgação ao ter a sua escalação como Cleópatra confirmada, no início da semana. “Adoro embarcar em novas jornadas. Adoro a emoção de novos projetos, de trazer novas histórias à vida”, escreveu ela em suas redes sociais. “Cleópatra é uma história que eu queria contar a muito. Não poderia estar mais animada e grata por esse timaço!”, completou.

O filme será rodado com a produtora a Pilot Wave Motion Pictures, do marido de Gal Gadot, o empresário Yaron Varsano, que também está envolvido no projeto, de acordo com o Deadline. Jaron Varsano, e Charles Roven, da Atlas Entertainment, também farão parte da equipe. Laeta Kalogridis assina o roteiro e também será a produtora executiva.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.