Escritor da sequência de A Paixão de Cristo faz revelações sobre filme

A Paixão de Cristo (Imagem: Divulgação)

Depois de mais de 16 anos, Mel Gibson ainda fala sobre seu projeto de continuação de A Paixão de Cristo, e segundo seu escritor Randall Wallace, a sequência será ainda mais épica que o original. Lançado em 2004, A Paixão de Cristo mostrava as últimas horas de vida de Jesus Cristo, trazendo à tona uma discussão acalorada acerca da violência e torturas utilizadas no filme, que segundo os produtores foi baseada literalmente nas descrições da bíblia.

Depois de fazer sucesso com Até o Último Homem, Gibson quer abordar no novo filme, noções fundamentais cristãs como a queda dos anjos, e Wallace afirmou que o projeto será o mais ambicioso do diretor até hoje, inclusive relatando o progresso que tem sido feito.

“É algo sobre o qual falamos muito”, explicou. “Minha graduação na faculdade era religião e fiz um seminário de um ano depois. Meu principal foco de estudo foi a ressurreição. Esse é o Monte Everest dos filmes e estamos discutindo bastante sobre isso. É muito carregado, por isso mantemos nossos cartões perto do peito”, disparou ele ao Express Daily, dizendo muito pouco sobre o enredo, que possivelmente envolverá a ressurreição de Jesus, após ser colocado na sepultura. Sem contar com um orçamento milionário, o longa não deve ter uma enormidade de efeitos.

Jim Caviezel, que protagonizou o primeiro filme, voltará para a sequência, e chegou a falar sobre, rasgando elogios e dizendo que será uma verdadeira obra-prima.

“Vai ser uma obra-prima. Será o maior filme da história do mundo. Acredito que será baseado no que sinto em meu coração. É tão imperativo neste momento que esses filmes não podem ser feitos agora. Os filmes que eles fazem atualmente são filmes da Marvel Comics. Você verá Superman, mas não verá Jesus nas telonas… eu tenho que interpretar o melhor super-herói que já existiu”, disse.