Esquadrão Suicida: Diretor rebate críticas e prova que Coringa de Leto é fiel às HQs

Coringa (Jared Leto) em Esquadrão Suicida
Coringa (Jared Leto) em Esquadrão Suicida (Reprodução)

David Ayer usou suas redes sociais para defender, novamente, sua versão do Coringa vivido por Jared Leto em Esquadrão Suicida (2016). Recentemente, o diretor havia dito que o personagem apresentado no produto final seria mais brando do que os seus planos originais, e ainda revelou que o ator foi “maltratado” pelo estúdio. Agora, o cineasta recorreu às HQs para provar que foi fiel ao personagem. 

Ao compartilhar uma comparação lado a lado entre o Coringa de Leto com a versão dos quadrinhos da DC o diretor comentou a montagem e usou como argumento de sua fidelidade ao personagem: “Incrível (a montagem) mostra exatamente como construí o visual”, escreveu ele.  

Nessa mesma semana, ao comentar uma cena excluída do filme, o diretor já havia defendido  Leto das críticas e narrou uma cena na qual o Coringa faria um personagem tirar a própria vida e seria, portanto, mais sombrio. “É uma cena longa e o Coringa o intimidaria até ele se matar”, descreveu.

Na última quarta-feira (03), Ayer lamentou as críticas que Jared Leto sofreu na época do filme. “Jared foi muito maltratado durante tudo isso. Ninguém viu sua performance. Ele foi arrancado do filme”, denunciou ele.

Ainda na rede social, o diretor afirmou que a relação de Arlequina e Coringa foi completamente diferente da que  foi planejada inicialmente.

“Meu primeiro ato era de um filme construído normalmente. Me inspirei no [Christopher] Nolan. Existiam cenas reais com performances incríveis de Jared [Leto] e Margot [Robbie]. O Coringa era assustador. Arlequina era complexa”, declarou.

A diretora de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabolusa, Cathy Yan, se solidarizou com as mensagens de Ayer, que respondeu: “Sinto muito por isso ter acontecido com você, David. Eu conheço a dor”, disparou ela.

Quatro anos após o estreia do filme, a DC planeja lançar um novo Esquadrão Suicida, atualmente em produção e, dirigido por James Gunn. O filme deve ser lançado em agosto de 2021.