Estrela de Ready or Not é cotada para protagonizar reboot de Resident Evil

Ready or Not
Samara Weaving em cena de Ready or Not (Imagem: Divulgação)

Segundo conta o We Got This Covered, Samara Weaving, que estrelou Ready or Not, está sendo cotada para protagonizar o reboot de Resident Evil. No filme, a atriz pode interpretar a caçadora de zumbis Claire Redfield.

Além de Weaving, Brenton Thwaites (Titãs) é considerado para dar vida a Chris Redfield, membro da unidade de elite da S.T.A.R.S. O personagem, criado em 1996, vai ser adaptado pela primeira vez.

Em entrevista concedida ao site Screen Rant, o diretor Johannes Robert (Medo Profundo: O Segundo Ataque) falou sobre o novo projeto e revelou que o filme será fiel aos jogos e bem assustador. “Estamos trabalhando duro no momento. Mostrei aos produtores uma tomada e eles adoraram. Vai ser ótimo e muito assustador. Vamos voltar às raízes dos jogos de Resident Evil. No momento, não tenho permissão para dar mais detalhes”, disse o diretor.

James Wan (da franquia Invocação do Mal) assume como produtor do filme. Já Greg Russo fica responsável pelo roteiro. O cineasta contou que Milla Jovovich não retorna e ainda revela que o reboot será mais focado no terror, assim como os jogos.

“Obviamente, eu sou um grande fã da franquia e, então, poder trabalhar nela tem sido muito divertido para mim. E eles já fizeram seis filmes antes e creio que, para voltar e fazer um reboot, é fundamental ter algo diferente para contar e não uma simples repetição. E para mim, era bem claro que eu queria voltar para algo mais assustados, como um filme de terror, no estilo clássico de James. Então, essa foi a ideia: Voltar e procurar o que fez a franquia de games tão assustadora de início. Então, sim, o jogo Resident Evil 7 foi a pedra angular para o meu roteiro”, disse o roteirista.

A primeira adaptação de Resident Evil, dirigida por Paul W. S. Anderson, chegou aos cinemas em 2002 e contou com a atriz Milla Jovovich como a protagonista Alice, que não está nos games. Na trama, ela é uma ex funcionária da Umbrella Corporation, que acaba se tornando uma das grandes inimigas da companhia farmacêutica de bioengenharia. A empresa foi a responsável por contaminar a população do planeta com o T-vírus, que transformou humanos e outros seres vivos em terríveis aberrações.

Anderson também foi o responsável pela direção dos quarto, quinto e sexto filmes a franquia. Já dirigiu Alexander Witt comandou o segundo e Russell Mulcahy dirigiu o terceiro.

Apesar de muito criticada pelos fãs dos games, a franquia se tornou uma das adaptações de jogos eletrônicos mais bem-sucedida da história. Juntos, os seis longas faturaram quase US$ 1,250 bilhão nas bilheterias mundiais.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.