Estrela de Scott Pilgrim diz que já quis desistir de ser atriz para trabalhar em padaria

Mary Elizabeth Winstead em Projeto Gemini
Mary Elizabeth Winstead em Projeto Gemini (Divulgação)

Muita gente pensa em desistir de suas profissões. Isso também aconteceu com Mary Elizabeth Winstead, que segundo ela sempre esteve em bons papéis como Scott Pilgrim Contra o Mundo e Fargo. Em uma entrevista, ela explicou que teve um momento em que simplesmente não queria continuar no ramo da atuação.

“Eu não fazia ideia. Eu estava meio deprimida. Como se eu não pudesse lidar com o estresse de tudo isso. Não aguento o estresse de ser atriz, sabe? Então eu pensei, eu só preciso escolher um trabalho de baixo estresse”, explicou em bate-papo no programa The Off Camera Show.

“Eu estava tendo essas fantasias tipo, ‘Eu posso trabalhar em uma cafeteria. Eu poderia … talvez uma padaria? ‘ Essas eram minhas grandes fantasias”, disse a atriz que se incomoda em como a profissão é tratada.

Ela disse que longe do glamour que envolve a atuação, existe sim muito estresse, como na dificuldade para conseguir trabalhos, inúmeros testes sem repostas, e situações incômodas nos bastidores. Winstead disse que foram fundamentais suas conversas com outros amigos da indústria para que ela decidisse que continuar era a melhor ideia.

Ela disse que sentia envergonhada por reclamar de algo que muitas pessoas sempre almejaram. “Eu acho que você passa por muito disso, apenas meio que reprimindo esse estresse. Você fica tipo, ‘Tudo está ótimo, está tudo bem. Está tudo bem. Nada me incomoda. ‘ E então um dia isso meio que acerta você na cara. Você sabe, onde você tem que reconhecer [o estresse]. …Há um estigma sobre reclamar do trabalho, acho que porque é muito difícil fazer o que fazemos e é um sonho para muitas pessoas. Você sente que não tem o direito de reclamar de nada”. A intérprete de Ramona Flowers, esteve no recente Aves da Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa, dando vida à Caçadora.

ankara escort