Eu Nunca…: Autora revela inspiração em outra famosa série de comédia

Eu Nunca...
Eu Nunca… (Reprodução)

A série Everybody Hates Chris (Todo Mundo Odeia o Chris) produzida e inspirada na vida do comediante Chris Rock, deixou uma marca na TV, tanto que serviu de inspiração para uma outra produção concebida a pedido da gigante do streaming, Eu Nunca… produzida, roteirizada e inspirada pela infância da comediante Mindy Kailing, que já havia tratado o período da infância como tema de reflexão em seus livros.

O convite da plataforma foi uma oportunidade, disse a autora ao Collider. “Quando conversamos sobre a ideia da nossa série, pensamos o que poderíamos fazer de diferente. Amamos Todo Mundo Odeia o Chris, que narrou muito bem à história proposta [adolescência no Brooklyn, Nova York nos anos 80], mas queríamos fugir da nostalgia”, explicou.

Outra semelhança de Todo Mundo Odeia o Chris foi o estilo de locução intrometida, quando o locutor, interpretado pelo tenista norte-americano John McEnroe, interrompe um diálogo entre os personagens

Eu Nunca… acompanha Devi Vishwakumar (Maitreyi Ramakrishnan), que chega aos 15 anos disposta a enfrentar a selva da adolescência no sul da Califórnia. Apesar das semelhanças, como o uso de um narrador que palpita a história, Eu Nunca…também traz sabores mais sérios ao mostrar Devi lidando com as realidades após a morte repentina do pai. A fórmula encontrou terreno fértil e a série tornou-se sucesso consolidado da Netflix no Brasil.

Lançada há pouco mais de uma semana, a comédia tem se mantido entre os títulos mais pedidos na Netflix, no Brasil, chegando a figurar entre altas posições no Top 10 da plataforma de streaming, ficando à frente de produções como O Último Dragão e The Last Kingdom.

Maitreyi Ramakrishnan comemorou recentemente a boa recepção do público à série. “É incrível porque estou vendo tantas pessoas dizendo: ‘Oh meu Deus, me identifico muito com isso’. Seja algo tão simples quanto uma das piadas sobre pelos do braço – porque sejamos honestos, mesmo que eu esteja 100% confiante com o pelo do meu braço, há dias em que vou até meu pai e pergunto: ‘Por que você fez isso comigo?’ (risos). Ou alguém dizendo: ‘Obrigado, isso me fez realmente perceber que tenho algo a ver com a perda de um membro da família’… Isso é tudo que eu queria deste programa. Emmys para o elenco, Emmys para a direção, um Prêmio Nobel da Paz – eu não sou contra – mas, com toda a seriedade, isso é tudo que eu queria do show”, disparou ela.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.