Ex-estrela de Supergirl quer voltar na próxima temporada

Jeremy Jordan
Jeremy Jordan (Divulgação)

No próximo domingo, 23 de fevereiro, Supergirl vai passar por um momento especial na TV americana. Completará 100 episódios exibidos. A história, como já se sabe terá um bocado de participações especiais, incluindo Jeremy Jordan como Winn Schott, personagem chave nas primeiras temporadas da série. Winn agora vive no século 31, e participa da Legião de Super-Heróis. Ele voltou há alguns episódios após a Crise nas Infinitas Terras ter mexido com todo o universo.

Em entrevista à Entertainment Weelky, Jordan afirmou que não quer que essa seja a última vez que Winn apareça, e quer voltar para a sexta temporada, anunciada recentemente. “É apenas o fato de que Winn sempre fez parte do DNA do programa, e quando ele retorna para dois episódios como agora, tudo parece normal. No momento em que pisei no set, era como se nunca tivesse saído. Nos divertimos muito. Eu gostaria muito de voltar como participação especial no futuro. Infelizmente acho que isso não vai acontecer já nessa temporada, acho que estão quase terminando de filmar, mas espero que na próxima temporada talvez possamos encontrar uma forma disso acontecer, e continuar a jornada”.

O ator ainda explicou que quando saiu da série, fez um acordo com seus colegas, e produtores que ele voltaria o mais rápido o possível para vários episódios. “Era para acontecer na quarta temporada, mas infelizmente o cronograma e as histórias ditavam que isso não iria acontecer naquela época, por isso, planejamos bem a quinta temporada, e a fizemos funcionar. Estava sempre escrito que eu voltaria pelo menos por alguns episódios”, continuou.

Quando perguntado sobre qual sua parte favorita de volta a Supergirl, o ator explica que adora interpretar Winn, e o trata como se fosse um amigo antigo. “Eu nunca fiz um programa à parte enquanto estava em Supergirl, e nunca consegui viver com um personagem por tanto tempo. Eu já fiz peças, filmes, e outros programas de TV, mas nenhum durou tanto tempo. Winn é como um velho amigo, e faz parte de mim. Ele é confortável, e é reconfortante estar no lugar dele”, finalizou.

Comentários