Ex-Globo, Carla Vilhena convoca internautas contra preço abusivo das pipocas nos cinemas

Carla Vilhena
Jornalista Carla Vilhena em divertida publicação nas redes sociais sobre o Halloween (Reprodução/Twitter – @carlavilhenaa)

A jornalista Carla Vilhena, ex-integrante da equipe da Globo, entrou em uma causa bem específica. Ela está protestando contra os preços abusivos praticados por cinemas na venda de pipocas. Por meio do Twitter, ela está convidando internautas a entrarem em uma espécie de “pipocaço”, que consiste em boicotar a compra de pipocas por altos preços nos referidos estabelecimentos comerciais. Em uma série de tuítes, compartilhada em sua conta oficial, ela se manifestou sobre o caso.

“Dinheiro não aguenta desaforo”, escreveu a jornalista, republicando uma mensagem na qual se afirmava ser inadmissível pagar R$ 30 em um pacote de pipoca nos cinemas, depois que disse ter ido a um estabelecimento que queria lhe cobrar esse valor por pipoca e água. Ela também concordou com outro usuário, que afirmou que pipoca, nas salas de cinema, também tem sua importância. Antes disso, ela também se divertiu com a situação ao escrever a seguinte mensagem: “Pipocaço é o assunto do momento. Isso porque o país está sem assunto nenhum (risos)”.

A polêmica com a pipoca nos centros comerciais de exibição de filmes também leva a outra discussão, dizendo respeito ao próprio acesso às redes de cinema. Muitas delas, já conhecidas por possuírem ingressos caros, que não são acessíveis a todos, também praticam um exagero nos preços quando se trata de consumo dentro dos cinemas.

Um usuário passou pelo assunto e agradeceu a iniciativa da jornalista ao comentar: “Pipocaço em todos os cinemas do Brasil! Contra o preço abusivo da pipoca! Gente, 500g de milho Yoki custa R$ 3 no mercado. Pensem o tanto de pipoca que faz… Obrigado pela iniciativa, Carla Vilhena”. Divertidamente, a jornalista respondeu compartilhando uma foto de um site que vende um pacote de 5kg de pipoca de cinema pelo valor de R$ 25, bem abaixo do praticado pelas redes de transmissão de filmes.

A hashtag “pipocaço” recebeu várias menções por conta de todo o debate. Como quinta-feira é um dia de estreia nos cinemas, em breve será possível ver se a campanha iniciada pela jornalista surtiu efeito. Pela repercussão, os espectadores parecem estar decididos a seguirem o protesto.

Confira o debate:

Possui Mestrado em Comunicação e Graduação em Jornalismo. Pesquisa cultura pop e também trabalha com o tema.

bostancı escort