Joaquin Phoenix no Oscar 2020; artista venceu a categoria de Melhor Ator por sua atuação em Coringa (Foto: Divulgação)

Um dos assuntos mais comentados das redes sociais no último final de semana foi a cerimônia do Oscar 2020, que aconteceu na noite do último domingo, dia 9 de fevereiro. Embora tenha ganhado o mundo – o que não choca ninguém por se tratar do prêmio mais importante do cinema mundial – a premiação acabou sendo uma grande decepção no quesito audiência. A edição deste ano acabou batendo um recorde negativo e foi a menos vista da história do Oscar.

De acordo com informações divulgadas pela agência Reuters (via Folha de S. Paulo), a audiência do Oscar em 2020 apresentou uma queda bastante significativa de 20% com relação ao ano passado, com uma média de cerca de 23,6 milhões de espectadores no país norte-americano. Esses dados são da Nielsen e foram publicados na segunda-feira (10). É importante lembrar que muitas pessoas criticaram a cerimônia por uma série de motivos, que vão da apresentação ao tempo de duração.

A mínima histórica de uma exibição do Oscar até o momento pertencia à edição de 2018, cuja média de espectadores era de 26,5 milhões. Neste ano, a ABC, que pertence à Walt Disney Co, foi a responsável por fazer a transmissão. Entre os problemas encontrados pelos críticos está o fato de que a festa teve 3h30 de duração apresentando diversos momentos aleatórios, envolvendo a inesperada apresentação de Eminem, que interpretou uma música bastante antiga.

Parasita entrou para a história

A festa do Oscar, no entanto, foi marcada por grandes e importantes momentos. O principal deles ficou justamente para o final, quando o filme sul-coreano Parasita venceu a categoria Melhor Filme. Essa foi a primeira vez na história da premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que um filme de língua estrangeira ganha a estatueta, que figura entre as de maior destaque.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui