Filho do ator Bill Murray é preso por depredação de propriedade

Caleb, filho de Bill Murray
Caleb, filho de Bill Murray (Reprodução)

O filho do ator Bill Murray foi preso e levado para uma delegacia regional do condado de Dukes, em Massachusetts na última segunda-feira, 01 de junho, após participar de um protesto. Caleb Murray, de 27 anos, foi algemado em Five Corners, Vineyard Haven de acordo com o portal The Martha’s Vineyard Times.

Mas o motivo da prisão foi relacionado ao rapaz ter possivelmente destruído uma propriedade privada, além de ter agredido um policial. Segundo o relatório, ele ainda teve conduta desordeira, e fez sérias ameaças terroristas. A propriedade destruída por ele, foi a janela de uma caminhonete.

Caleb supostamente cuspiu em um policial ao ser abordado por ele, atacou outros policiais do xerife, e disse que iniciaria um incêndio. Outro homem, Eric Woods, de 66 anos foi preso no mesmo local. “Havia uma grande multidão se formando ao redor de um Toyota Tacoma vermelho e gritando com o operador”, afirma um relatório da polícia. “A grande multidão estava dizendo que ele [Woods] deu um soco na cara de alguém. Os membros da multidão começaram a se sentar na frente do Toyota vermelho…”

Como não existia prova, o filho do comediante foi acusado por agressão. “O caminhão estava cercado por manifestantes, o vidro quebrou, [Caleb] caiu de joelhos, mas nenhum vínculo para [causa provável] de vandalismo ou destruição [maliciosa]”, disse Liza Williamson, secretária-magistrada do Tribunal Distrital de Edgartown,, em um documento entregue ao tribunal.

Ao ser transportado para a prisão de Dukes County após sua prisão, Murray supostamente não cooperou e cuspiu e mordeu o policial Cutrer, conforme afirma o relatório da polícia. “Eventualmente, o policial Cutrer conseguiu terminar o transporte para a prisão, onde [Murray] novamente se tornou não cooperativo, atacando autoridades novamente. Depois de ser colocado em uma cela, ele usou um pedaço da cela para não apenas se cortar, mas também cortar os carcereiros”, disse o relatório. Na terça-feira, 02 de junho, ele se encontrou com um juiz que determinou que seu processo será julgado em 31 de julho.