Filme com Natalie Portman amarga baixa aprovação no Rotten Tomatoes

Logo do filme Lucy in the Sky
Logo do filme Lucy in the Sky (Reprodução/YouTube – FoxSearchlight)

As projeções de sucesso não estão boas para o novo filme de Natalie Portman. Dirigido por Noah Hawley, o longa Lucy in the Sky tem amargado uma baixa aprovação no agregador de críticas Rotten Tomatoes. Após abrir com 0% de aprovação, o filme subiu apenas um pouco, chegando, até o momento do fechamento deste texto, ao patamar de 25% de aprovação. Com estreia marcada para o próximo dia 04 de outubro, o trabalho, que tem produção de Reese Witherspoon e John Cameron e passou recentemente pelo Festival de Toronto, ainda não empolgou os críticos.

A mistura de drama, ficção científica e fantasia foi duramente criticada por aspectos distintos. Entre as 16 críticas que recebeu até o momento, analistas apontaram um problema com a história contada pelo diretor, além de comentarem que a história poderia ter sido contada de maneira melhor por uma mulher (diretora ou escritora). Vale lembrar, entretanto, que a avaliação ainda não é a final e deve variar à medida que novas críticas forem sendo adicionadas.

Confira as principais críticas:

“A coisa mais frustrante sobre a história contada por Hawley não é que ela evita a verdade suja, mas sim que ela não cria uma”, disse David Ehrlich, do IndieWire.

“Não é que Lucy in the Sky seja chato – pelo contrário, na verdade -, mas parece uma história que teria sido contada muito melhor por uma diretora ou, pelo menos, uma escritora”, disse Hannah Woodhead, do Little White Lies.

“Hawley arruína uma história verdadeira já sensacional, suavizando fatos bizarros e adicionando uma narrativa que não faz justiça à história”, escreveu Dustin Chase, do Galveston Daily News.

“Mesmo que não saibamos que diabos Lucy está fazendo, Portman faz de sua segurança uma explosão”, comentou David Edelstein, da New York Magazine/Vulture.

Possui Mestrado em Comunicação e Graduação em Jornalismo. Pesquisa cultura pop e também trabalha com o tema.