Foto de bastidor mostra cena de Rocket e Bucky antes dos efeitos especiais

Soldado Invernal em Vingadores: Guerra Infinita (Reprodução / Marvel)
Soldado Invernal em Vingadores: Guerra Infinita (Reprodução / Marvel)

O ponto alto de Vingadores: Ultimato foi a chegada de Thor, Groot e Rocket em Wakanda para ajudar os Vingadores e o exército do Pantera Negra a enfrentar os exército de Thanos. Durante a cena, Rocket Raccoon (Bradley Cooper) e o Soldado Invernal (Sebastian Stan) se uniram para derrubar vários soldados do titã louco, onde Bucky Barnes segurou o guaxinim em seu braço mecânico e ambos giraram no próprio eixo distribuindo tiros, e claro que Rocket ficou bastante interessado no braço mecânico de Barnes.

O coordenador de dublês Sam Hargrave, que também é o dublê do Capitão América, compartilhou uma foto de bastidores sem o uso de efeitos especiais onde vemos a cena do Soldado Invernal e Rocket Raccon lutando juntos. Confira abaixo:

Bastidor de Vingadores: Guerra Infinita (Divulgação)
Bastidor de Vingadores: Guerra Infinita (Divulgação)

Abaixo segue um gif da cena pronta:

Vingadores: Guerra Infinita foi lançado em abril de 2018 e teve direção de  Joe Russo e Anthony Russo. O longa metragem arrecadou US$ 2,048 bilhões em bilheteria mundial, no IMDb conquistou a nota 8,4 / 10 e no Rotten Tomatoes conseguiu 85 % de aprovação do público e 91 % de aprovação da crítica.

Confira outras avaliações sobre um dos maiores sucesso do Universo Cinematográfico Marvel:

“Com tantos personagens para cobrir, os diretores Anthony e Joe Russo não têm tempo para desenvolver nenhum deles, e os cenários de ação são todos baseados em números” – Ben Sachs, Chicago Reader.

“A insubstancialidade do filme não se deve à infinita, embora frágil, maleabilidade de truque C.G.I., mas, em vez disso, para a dispersão de seu drama através das muitas instalações cinematográficas ambientadas no Universo Cinematográfico Marvel” – Richard Brody, New Yorker.

“Nunca o ‘Universo Cinematográfico Marvel’ pareceu mais com um universo, em aspectos bons e ruins. Infinity War – o título é quase adequado – está longe de ser um filme perfeito, mas provavelmente está perto do melhor filme que poderia ter sido” – Christopher Orr, The Atlantic.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.